Edição: quinta-feira, 07/12/2017
Compartilhe:

  Segurança

Centro de Comando e Controle vai reunir órgãos de segurança, trânsito e emergência

Local vai reunir monitoramento de 85 pontos e primeira parte da estrutura será montada pela empresa mineira Emive

 

As forças de segurança do município (Guarda Civil, Polícia Militar e delegacias), de controle e operação de trânsito (CPTrans) e de atendimento de emergências (Defesa Civil e Bombeiros) vão atuar juntos no Centro de Comando e Controle que está sendo preparada pelo município. Ela vai reunir as imagens de 85 câmeras que serão espalhadas em diversos pontos pela cidade. Desta forma, a atuação desses órgãos será facilitada e a resposta às demandas da população será ainda mais rápida.

O trabalho será concentrado no Centro de Cultura Raul de Leoni, num espaço de 90 m² que servia para o setor administrativo do Instituto Municipal de Cultura e Esporte (IMCE) – que agora fica no andar térreo. Além da estrutura para os homens que vão trabalhar no local, que terá ainda um gabinete para gestão de crises.

“A cidade tem visto diversas ações que têm resultado em maior segurança no município. Este é mais um passo para ampliar o trabalho integrado de todos os órgãos, o que vai possibilitar que todos eles cheguem mais rápido para atender à população”, diz o prefeito Bernardo Rossi.

A primeira parte da estrutura será montada pela empresa Emive Patrulha 24 Horas Ltda., empresa de Belo Horizonte (MG) que fará o serviço por R$ 655.200,00 – valor 41,8% mais baixo do que o valor inicial previsto em licitação. Foram realizadas 25 rodadas de ofertas até a definição do vencedor da concorrência. A empresa atua em quase todos os estados do país e é líder no Brasil no segmento de segurança eletrônica.

Essa primeira etapa tem 45 câmeras que fazem rotação em 360º, possuem reconhecimento facial e realizam gravação de imagens em alta definição. Além disso, serão fornecidos poste de cinco metros de altura, nobreaks, rádios de comunicação, servidores de gravação de imagens, computadores, monitores, televisores, entre outros itens.

Serão monitorados locais como trevo de Bonsucesso, Praça de Nogueira, Praça de Corrêas, Retiro, Palácio de Cristal, 13 de Maio, Praça da Liberdade, Praça da Águia, Rua do Imperador, Rua Teresa, Paulo Barbosa, Praça da Inconfidência, Alto da Serra, Duas Pontes, Valparaiso, Pórtico do Quitandinha, Pórtico do Bingen, Mosela, Parque Municipal de Itaipava, Pedro do Rio, Posse, Ipiranga, Quissamã, Itamarati, Cascatinha, Montecaseros e Araras.

“Este é o início do trabalho. Muitas cidades possuem centrais maiores do que a nossa, mas nosso objetivo é seguir no caminho de monitorar todos os distritos para evitar crimes, ajudar na fluidez do trânsito e no atendimento melhor em casos de emergência. O Centro de Comando e Controle ficará à serviço da cidade”, explica o secretário de Serviços, Segurança e Ordem Pública, Djalma Januzzi.

O segundo passo deste trabalho será a aquisição de mais 40 câmeras com os recursos de uma emenda parlamentar da deputada Cristiane Brasil recuperada pelo prefeito Bernardo Rossi de R$ 500 mil. O projeto inicial, feito pelo governo anterior, previa a compra de 20 câmeras. Porém, a Guarda Civil fez uma adequação do projeto e conseguiu dobrar o total de câmeras e com melhor resolução, menor custo de manutenção e que permite integração a qualquer sistema de monitoramento.


Fotos: Marcello Santos

 



Compartilhe:




Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior