Edição: terça-feira, 13/03/2018
Compartilhe:

  Segurança

Instalação de câmeras da central de monitoramento começa semana que vem

Trabalho na sala que vai abrigar os agentes que irão acompanhar as imagens está avançado e deve ser concluído nos próximos dias

A instalação das câmeras da central de monitoramento terá início na próxima semana. A Secretaria de Serviços, Segurança e Ordem Pública (SSOP) e a empresa responsável pela montagem do Centro Integrado de Operações de Petrópolis (Ciop), a Emive, estão acertando os últimos detalhes do planejamento de trabalho. As primeiras câmeras serão colocadas no Centro Histórico e já entram em operação, ainda em fase de testes.

Antes disso, será finalizada a montagem da sala onde vão ficar os agentes designados por cada instituição participante do monitoramento para acompanhar as imagens. A parte elétrica está sendo concluída, assim como o local onde vai ficar o sistema de gravação das imagens. Os aparelhos de ar condicionado também já foram instalados tanto na sala de monitoramento, na sala do sistema e na recepção. Nos próximos dias, será colocado todo mobiliário, como mesas, cadeiras, televisores, e a identidade visual da sala.

“Está tudo correndo bem e já na semana que vem vamos entrar na fase de instalação das câmeras. Vamos começar pelo Centro e já iniciar a operação das câmeras, que também servirá como teste para eventuais ajustes”, diz o engenheiro da Emive, Rodrigo Gonçalves Silva.

Parte dos equipamentos ficará armazenado na própria central para facilitar o transporte para os pontos que serão monitorados. A única exceção são os postes de cinco metros de altura, que vão ficar na sede da Guarda Civil.

No Centro, a transmissão de dados será feita por fibra óptica, enquanto nos pontos mais distantes, as imagens vão chegar via frequência de rádio e internet.

No total, a cidade terá 86 pontos com câmeras, que serão instalados em duas etapas: a primeira, em andamento, tem 46 câmeras, e a segunda, outras 40. A central de monitoramento de Petrópolis vai integrar os trabalhos de Guarda Civil, Polícia Militar, Polícia Civil, CPTrans, Defesa Civil e Bombeiros.

Serão monitorados locais como Praça de Nogueira, Praça de Corrêas, Retiro, Palácio de Cristal, 13 de Maio, Praça da Liberdade, Praça da Águia, além da Rua do Imperador, Rua Teresa, Paulo Barbosa, Praça da Inconfidência, Duas Pontes, Valparaíso, Mosela, Parque Municipal de Itaipava, Pedro do Rio, Ipiranga, Quissamã, Itamarati, Cascatinha, Montecaseros e Araras, além das entradas da cidade, no Bingen, no Quitandinha, no Alto da Serra, no Trevo de Bonsucesso e na Posse. As câmeras gravam em 360º, em alta definição, fazem reconhecimento facial e de placas de veículos.

O comandante da Guarda, Jeferson Calomeni, segue acompanhando de perto os trabalhos de montagem do Ciop.

“É um grande passo para a segurança e para outros serviços no município. É apenas a primeira etapa, depois ainda teremos mais câmeras e vamos chegar a 86 pontos monitorados em toda cidade. É a tecnologia de alto padrão sendo empregada no município, que vai permitir leitura facial e de placas, que vai facilitar o acionamento de cada órgão que estará integrado neste trabalho e permitir uma resposta ainda mais rápida à população”, afirma.



Compartilhe:

Casando com Estilo



Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior