Edição anterior (1459):
quinta-feira, 08 de novembro de 2018
Ed. 1459:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1459): quinta-feira, 08 de novembro de 2018

Ed.1459:

Compartilhe:

Voltar:


  Acidente

Petrópolis tem média de quase três acidentes de trânsito por dia

O Hospital Santa Teresa realizou mais de 800 atendimentos nos últimos dez meses

Vitor Garcia – Especial para o Diário

O número de acidentes de trânsito registrados em Petrópolis, entre os meses de janeiro e outubro, aponta uma média de 2,8 casos por dia, segundo dados divulgados pela Sala de Trauma do Hospital Santa Teresa (HST). Em outubro, a única unidade da cidade equipada em atender vítimas em estado grave, prestou 111 atendimentos à vítimas de acidentes, sendo a maior quantidade registrada em todo o ano.

 

O índice do mês passado é equivalente a 3,5 casos no município por dia. Além disso, o número é 24,7% superior ao registrado no mês de setembro, quando 89 vítimas deram entrada no hospital.

Quase a metade dos acidentes apontados foi ocasionada em situações envolvendo motocicletas. De um total de 863 ocorrências, 420 acidentes tiveram um motociclista como vítima, o que representa 48,6% dos casos. O mês de junho foi o que mais apresentou registros, seguido do mês de outubro, com 53 e 52 acidentes, respectivamente.

Somente esse ano, o número de homens encaminhados para o hospital foi 318% superior às mulheres. Ao todo, 339 motocicletas do sexo masculino ficaram gravemente feridos, enquanto apenas 81 mulheres precisaram de atendimento.

Ainda de acordo com dados divulgados pelo HST, o número de automóveis envolvidos em acidentes, nos últimos dez meses, foi de 351 – o que representa 40,6% dos atendimentos. Neste, 66% dos envolvidos eram homens – 232 pacientes, enquanto 34% dos casos são equivalentes às 119 mulheres vítimas.

Os acidentes automobilísticos saltaram de 35 ocorrências, em setembro, para 50 casos, em outubro – aumento de 42,8% - sendo considerado o segundo mês com maior incidência de registros, perdendo apenas para o mês de agosto, que apresentou 51 acidentes.

Por fim, os atropelamentos no município representam apenas 10,6% dos atendimentos realizados na Sala de Trauma, este ano. Das 92 vítimas, 55 aconteceram com homens (59,8%) e 37 com mulheres (40,2%). Em outubro, o crescimento no número de casos foi de apenas 12,5% - passando de oito para nove registros, se comparado ao mês anterior.

SUS é responsável por 85% dos atendimentos

Os índices ainda mostram que o Sistema Único de Saúde (SUS) foi o grande responsável pelo atendimento às vítimas de trânsito. Foram 737 atendimentos feitos pela rede pública de Saúde ao longo do ano, o que representa 85,3% de todos os casos envolvendo acidentes na cidade.



Edição anterior (1459):
quinta-feira, 08 de novembro de 2018
Ed. 1459:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1459): quinta-feira, 08 de novembro de 2018

Ed.1459:

Compartilhe:

Voltar:


Casando com Estilo








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior