Edição: terça-feira, 14/11/2017
Compartilhe:

  Saúde

Saúde conquista habilitação de cinco projetos junto ao Estado

Propostas trarão recursos federais para manutenção de novos e atuais 67 leitos de tratamento intensivo e intermediário

 

Os hospitais Alcides Carneiro, Santa Teresa e Sanatório Oswaldo Cruz podem ter mais 67 leitos – entre cuidados intermediários e intensivos – custeados pelo Ministério da Saúde. O primeiro passo já foi dado: a Comissão Intergestores Bipartite do Rio de janeiro (CIB/RJ) aprovou o pleito e agora a proposta será enviada ao governo federal. A meta é receber recursos para manter leitos que já existem, mas que hoje são custeados pelo município, abrindo a oportunidade da prefeitura investir em mais serviços. A habilitação, que há tem aprovação do Estado, inclui ainda unidades para atendimento de alta complexidade em cirurgia vascular e de AVC.

O  Hospital Alcides Carneiro terá ampliação de mais dois leitos de Unidade de Terapia Intensiva Neonatal tipo II, outros dez leitos de Unidade de Cuidado Intermediário Neonatal Convencional e cinco leitos de Unidade de Cuidado Intermediário Neonatal Canguru. São 17 novas vagas apenas no HAC para tratamentos intensivos e intermediários.

Ainda no HAC, a prefeitura quer habilitar recursos federais para a instalação da Unidade de Assistência em Alta Complexidade Cardiovascular abrangendo os serviços de cirurgia vascular e procedimentos endovasculares.

No Hospital Santa Teresa, também atendimento pelo SUS, vai ser instalado um Centro de Atendimento de Urgência de Pacientes com Acidente Vascular Cerebral de tipo III.

Já no Sanatório Oswaldo Cruz, os 40 leitos de unidade de cuidados prolongados já existentes e hoje custeados pelo município, passam a ser bancados pelo governo federal, abrindo assim oportunidade de Petrópolis investir recursos próprios em outros serviços.

A aprovação do CIB, no âmbito estadual, é fundamental para o Ministério da Saúde considerar o custeio dos serviços propostos. O CIB reúne secretários de Saúde de todo o Estado que se reúnem e encaminham propostas para avaliação. Conforme protocolo de credenciamento, o município fica autorizado a encaminhar projetos para aprovação final junto ao Ministério da Saúde.

“Grande parte do credenciamento eram de serviços que nós já tínhamos. A  questão é que agora nós poderemos receber verba federal para manutenção desses serviços e assim, investir esse valor da receita do município em outras áreas da Saúde”, explica o prefeito Bernardo Rossi.

 

Novos serviços para ampliar o atendimento da população

Foram aprovadas as propostas de credenciamento e habilitação dos seguintes projetos dentro do Hospital Alcides Carneiro: ampliação de mais dois leitos de Unidade de Terapia Intensiva Neonatal tipo II, outros dez leitos de Unidade de Cuidado Intermediário Neonatal Convencional e cinco leitos de Unidade de Cuidado Intermediário Neonatal Canguru.

“Isso representa o fortalecimento da implantação da Rede Cegonha no município. Petrópolis tem a maior maternidade da região, com média de 250 partos mensais e é a única com atendimento especializado em gravidez de alto risco com a retaguarda de uma UTI Neonatal e pediátrica com 28 leitos. Agora, teremos recurso para manutenção desses 17 leitos e assim melhorar a assistência das nossas gestantes”, avalia o secretário de Saúde Silmar Fortes.

Contribuindo para o crescimento do Hospital Alcides Carneiro foi credenciada e habilitada a instalação da Unidade de Assistência em Alta Complexidade Cardiovascular abrangendo os serviços de cirurgia vascular e procedimentos endovasculares.

“A equipe de cirurgia vascular do Hospital já está envolvida na implantação do ambulatório vascular para a realização do tratamento de varizes, o uso da escleroterapia com espuma densa nos procedimentos e no aumento das cirurgias de varizes que vem sendo intensificado. Agora vamos buscar a implantação desse novo serviço que proporcionará a otimização do Centro Cirúrgico ao realizar procedimentos de alta complexidade”, avalia Silmar Fortes.

Petrópolis dará um grande passo na assistência a pacientes com Acidente Vascular Cerebral, doença que mais mata no país com 100 mil mortes ao ano. O município, em conjunto com o Hospital Santa Teresa, conseguiu a habilitação do Centro de Atendimento de Urgência de Pacientes com Acidente Vascular cerebral de tipo III que funcionará dentro do hospital.

“Essa será uma unidade específica para este tipo de atendimento que oferecerá além da assistência cirúrgica, a internação com 10 leitos de clínica médica. Hoje, o hospital com média mensal de 200 cirurgias por mês, é referência nas operações de alta complexidade”, informa o secretário de Saúde complementando que a prefeitura também conseguiu o credenciamento de 40 leitos de unidade de cuidados prolongados do Sanatório Oswaldo Cruz “Esses leitos do SOC já eram utilizados pelo município mas custeado com recursos próprios, agora vamos buscar a habilitação junto ao Ministério da Saúde para o recebimento de verbas para manutenção dos leitos e assim investir na ampliação da assistência da nossa população”, considera.

 



Compartilhe:




Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior