Edição: sábado, 13/01/2018
Compartilhe:

  Geral

Secretaria de Obras realiza operação tapa-buraco na  Estrada União e Indústria

 

Trabalho será feito para melhorar as condições da estrada, cuja manutenção não vem sendo realizada pelo Dnit.

A Secretaria de Obras fará uma operação tapa-buraco na Estrada União e Indústria. A realização do serviço vai acontecer porque o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) não vem realizando a manutenção viária na principal ligação do Centro com os distritos. O secretário Ronaldo Medeiros se reuniu nesta sexta-feira (12.01) com o superintendente do órgão federal no Rio de Janeiro, Carlos Antônio Pascoal - que informou que está providenciando uma licitação para compra de asfalto para voltar a executar o serviço no local.

O trabalho será organizado a partir da próxima semana, quando a Secretaria de Obras vai determinar por onde o serviço de tapa-buraco terá início e vai montar um roteiro de trabalho.

“O Dnit vem fazendo apenas capina e pintura de sinalização ao longo da União e Indústria, mas a falta de manutenção da pista prejudicou muito o estado da estrada. Então nós vamos fazer um trabalho para solucionar o problema que existe atualmente pelo risco de acidentes. A atribuição pelo serviço é do Dnit e vamos continuar cobrando para que eles encontrem uma solução definitiva para a União e Indústria, que é uma via de extrema importância para o município”, disse o secretário de Obras, Ronaldo Medeiros.

Desde o início do governo, a prefeitura vem cobrando do Dnit que faça melhorias na Estrada União e Indústria. Em fevereiro, o órgão se comprometeu a fazer o recapeamento da via em reunião do prefeito Bernardo Rossi em Brasília. A realização de obras maiores para pavimentação e drenagem dos 25 km da pista (que vai do Retiro a Pedro do Rio) se arrasta há anos.

Depois muitas discussões entre gestões passadas do município, o Ministério Público e Dnit, ela deveria ter começado em abril de 2015, mas a empresa que venceu a licitação na época desistiu, a segunda colocada foi impedida de contratar com a União e a terceira colocada perdeu interesse. Desde então a situação está parada e cabe ao Dnit abrir uma nova concorrência pública.

Por isso, a prefeitura pediu que o Dnit faça uma atualização do projeto executivo para as obras no local. A reforma de toda extensão da União e Indústria é exigência do município para aceitar a municipalização da estrada – que existe desde 1861, inaugurada por D. Pedro II como a primeira rodovia mecanizada do Brasil.



Compartilhe:




Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior