Edição: terça-feira, 14/11/2017
Compartilhe:

  Geral

Serviços nos postos de vistoria do Detran são normalizados

Duas novas empresas foram contratadas para atender ao público após 20 dias de greve

 

Leticia Knibel - leticia.knibel@diariodepetropolis.com.br

 

Os serviços prestados nos postos de vistoria do Detran-RJ já foram normalizados. É o que afirma o órgão, após ser questionado sobre a paralisação que afetou varias unidades do estado, incluindo a de Petrópolis, localizada no Alto da Serra.

No entanto, o setor responsável pela vistoria dos veículos permaneceu paralisado até a última segunda-feira (13), quando uma nova empresa terceirizada foi contratada exclusivamente para a prestação desse serviço, no valor de R$ 58.186.200. Denominada Probid, a firma iniciou os atendimentos nos postos do Detran, sendo responsável pelo setor de Diretoria de Registro de Veículos.

Segundo a Probid, ainda não há detalhes do primeiro dia de atendimento, porém o processo de contratação está transcorrendo normalmente e todos os antigos colaboradores estão participando da seleção. “Nossa meta é que tenhamos o mínimo de transtorno aos usuários durante o período de transição”.

Na semana passada, o Departamento de Trânsito firmou contrato com outra nova empresa chamada PVAX Consultoria e Logística Ltda (no valor total de R$ 17,7 milhões, conforme publicado no Diário Oficial), que ficou responsável pelos serviços de atendimento ao público; supervisão e controle; e preparação e conferência da Diretoria de Habilitação.

Após a greve iniciada no último dia 18 de outubro, resta ainda o retorno das unidades paralisadas do serviço de identificação, que estão listadas no site do Detran (www.detran.rj.go.br).

O órgão ainda destacou que está em dia com os pagamentos realizados as demais empresas prestadores de serviços. Já com relação a Prol (firma terceirizada que atendia nas unidades do Detran), o Departamento destaca que cabe a mesma indenizar os funcionários contratados e, além disso, os mesmos continuarão atuando sob nova administração das empresas recentemente contratadas.

A redação do Diário de Petrópolis tentou entrar em contato inúmeras vezes – tanto por e-mail quanto por telefone – com a Prol, mas até hoje não obteve resposta. Não há como saber quando e como os responsáveis irão quitar as dívidas relativas a salários e benefícios com os funcionários terceirizados.

O Detran reafirma que mantém sua atenção para minimizar os impactos das paralisações junto aos usuários e lembra que os procedimentos contratuais com empresas terceirizadas precisam ser seguidos à risca em benefício da própria população. O departamento ainda reforça que quem se sentir prejudicado poderá protocolar processo junto ao departamento apresentando as comprovações necessárias às suas reivindicações.

Quem agendou algum serviço e não pôde ser atendido durante a paralisação pode retornar em até uma semana após o retorno das atividades naquela unidade, sem necessidade de reagendamento.

Com relação às novas empresas contratadas, a redação entrou em contato com ambas, mas até o fechamento desta edição não teve retorno das questões feitas as suas assessorias.

 

 



Compartilhe:




Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior