Sábado, 15 de março de 2014



 

Retorno da Exposição Agropecuária divide opiniões

Anna Paula Di Cicco

 

Após o prefeito Rubens Bomtempo ter anunciado, na última quinta-feira, a volta da Exposição Agropecuária de Petrópolis, tendo sua 25ª edição ainda neste ano, opiniões divergentes começaram a surgir. Uns são contra, enquanto que outros são completamente a favor que o evento volte ao Parque Municipal, em Itaipava. A Exposição, que dura dez dias, foi realizada pela última vez em 2007, sendo que a partir de 2008 deu-se início a um evento compatível: o Petrópolis Rural, este com duração de seis dias.

As principais reclamações vêm dos comerciantes do Hortomercado Municipal Jornalista José Carneiro Dias. Segundo eles, durante o ano todo o estacionamento do Hortomercado sofre com os motoristas que param seus veículos lá para ir a outros lugares próximos, entre eles, o Parque Municipal, fazendo com que os clientes não consigam vagas. De acordo com eles, em dias de evento, a situação fica mais crítica ainda.

- Sempre que tem eventos e shows no Parque Municipal atrapalha. Se voltar a Exposição Agropecuária vai atrapalhar e muito, principalmente pelo trânsito na região e pelo estacionamento, já que ele fica viabilizado para a Exposição. Dessa forma, meus clientes não podem parar aqui, diz Manoel Ribeiro, gerente de um bar no Hortomercado, que garante que em dias de show o movimento no local chega a diminuir de 30% a 40%.

Outros comerciantes reclamavam sobre uma barreira no estacionamento, a qual teria sido colocada logo após o almoço, para os ônibus de banda e produção devido ao show dos Paralamas do Sucesso, no domingo, em comemoração ao aniversário de Petrópolis.

- Eu acho um absurdo isso, sendo que no Parque tem um espaço enorme. Logo depois do almoço já começaram a fechar e o cliente enfrenta dificuldade para estacionar. Fora isso, tem muita gente que para o carro aqui para ir no shopping, por exemplo, pois aqui é de graça e lá o estacionamento é pago. Essa dificuldade de vagas faz com que o movimento caia, o veranista não venha aqui, fugindo deste tipo de problema e também do trânsito que fica na região, comenta Fernando Rinaldi, proprietário de um box no Hortomercado.

Em contrapartida, em outros estabelecimentos próximos, as opiniões se mostram mais positivas. Um bartender diz que o movimento no bar onde ele trabalha chega a cair, uma vez que se trata de um evento que acontece apenas uma vez ao ano, mas que não chega a atrapalhar. Para ele, a volta da Exposição Agropecuária é positiva.

- Acho que é um evento muito válido para a cidade, pois vem muita gente de fora. Da mesma forma que o petropolitano vai a Três Rios, a Paty de Alferes e outros municípios para participar desses eventos, os moradores dessas regiões também virão a Itaipava. Faz bem para a cidade, fica mais conhecida, afirma Veber Alves de Avelar.

Mesmo quem é a favor do evento, lembra de uma única reclamação: os altos preços dos ingressos.

- Os shows são de noite e isso não pode interferir no comércio local, pois aqui as coisas fecham entre 20h e 21h. Quem reclama mesmo são alguns moradores da região. Sem esses eventos, Petrópolis se tornaria uma cidade dormitório. A única coisa ruim é que aqui é o único lugar do Brasil que cobra entrada. Em Três Rios é de graça, em Paty de Alferes é de graça, e com shows muito bons também. Mas aqui mesmo cobrando as pessoas vão, ressalta Renan Silva, proprietário de uma delicatesse próxima ao Parque Municipal.

Vale lembrar que a Exposição Agropecuária de Petrópolis sempre reuniu uma multidão de pessoas em função das atrações e shows, trazendo não só o público residente do município, como também muitos turistas. Em 2006 o evento registrou mais de 200 mil pessoas e nomes importantes do cenário musical passaram pelos palcos da Exposição ao longo dos anos, tais como: Rita Lee, Leonardo, Só Pra Contrariar, Monobloco, Skank, Titãs, e a saudosa Cássia Eller, entre outros.

O Petrópolis Convention & Visitors Bureau preferiu não se pronunciar sobre a questão de turismo na cidade por conta da Exposição. Através de nota o PC&VB alega que quer primeiro esclarecer alguns questionamentos como: qual a proposta da prefeitura para o evento, de que forma a feira vai ser direcionada e se potencialmente o evento pode atrair turistas para a cidade. A entidade ainda diz que está buscando, junto ao governo municipal, um entendimento sobre o assunto.

Segundo a prefeitura, o planejamento detalhado do evento será divulgado assim que concluído, não tendo ainda maiores detalhes a serem divulgados por enquanto. A certeza que a população pode ter é que ainda neste ano a Exposição Agropecuária de Petrópolis voltará a acontecer no Parque Municipal de Itaipava, conforme anunciado pelo prefeito. 

 

  




Voltar à home pageIr para o topo da página


Publicidade