Edição: quarta-feira, 06/06/2018
Compartilhe:

  Campanha

180 vidas serão salvas com sangue doado por servidores em campanha da prefeitura

Dia D foi nesta terça-feira (05.06) e contou com a presença de 45 servidores municipais

Foram arrecadados 23 litros para o estoque do Banco de Sangue que fica no Hospital Santa Teresa

 

O Dia D da campanha “De gota em gota a gente alimenta a vida”, organizada pela prefeitura, arrecadou 23 litros de sangue, garantindo que 180 vidas sejam salvas. Realizada nesta terça-feira (05.06), a ação foi organizada para contribuir com a normalização do estoque do Banco de Sangue que fica no Hospital Santa Teresa, no Bingen, que teve uma queda considerável em virtude da greve dos caminhoneiros que atingiu todo o país. Por conta da paralisação, a quantidade está abaixo do nível considerado ideal.  

"Com a paralisação dos caminhoneiros, tomamos uma série de medidas de contingência para que os serviços essenciais à população não fossem prejudicados. Com a crise, o estoque do banco de sangue Santa Teresa também foi afetado. Esperamos que com a contribuição dos nossos servidores e da população, a gente consiga normalizar o quanto antes a situação”, destaca o prefeito, Bernardo Rossi.

A campanha de doação de sangue foi coordenada pela Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias em parceria com a Secretaria de Assistência Social. A ação já era prevista como parte do eixo humanitário do Plano Inverno de Petrópolis 2018. A mobilização estava marcada para o dia 14 de junho, Dia Mundial do Doador de Sangue, mas foi antecipada devido à crise no estoque do banco de sangue.

“Assim como no ano passado, o efetivo da Defesa Civil já estava mobilizado para o Dia Mundial do Doador, mas agora antecipamos e ampliamos a campanha. A presença dos servidores da prefeitura e da população foi muito importante para o sucesso do nosso Dia D”, destacou o secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, coronel Paulo Renato Vaz, primeiro a doar nesta terça-feira.

A secretaria de Assistência Social, Denise Quintella, também participou do Dia D. “O trabalho em conjunto com a Defesa Civil acontece desde o ano passado, dentro das ações do eixo humanitário do Plano Inverno de Petrópolis. Neste ano a parceria foi ampliada, com o apoio ao nosso atendimento aos moradores em situação de rua. A mobilização pela campanha de doação de sangue partiu do prefeito Bernardo Rossi para ajudarmos no retorno à normalidade do estoque do banco de sangue”, disse.

Rodrigo Scot, de 41 anos, é professor de jiu-jitsu em uma academia de Itaipava e convenceu oito alunos a participarem do Dia D. Ele destacou a importância da campanha para a cidade e reforça que os esportistas precisam ser exemplo para a sociedade. "Mais importante do que formar um atleta de alto rendimento ou um competidor, é a formação do indivíduo. Aqui a gente faz um ato solidário e ajuda a toda a população da cidade. Acredito que o esporte oferece valores que vão além dos títulos e medalhas”, disse.

O Dia D para doação ao banco de sangue também contou com a presença do secretário de Meio Ambiente, Fred Procópio, do superintendente de Esportes e Lazer, Hingo Hammes, do coordenador de Políticas para a Juventude, Wesley Barreto, e de representantes da Legião da Boa Vontade (LBV), parceria da Defesa Civil no eixo humanitário do Plano Inverno de Petrópolis 2018.

Rodrigo Moreira, que é captador do Banco de Sangue Santa Teresa, explica que o local atende três hospitais credenciados da cidade e região, realizando 650 transfusões por mês. Ele ressalta que a importância da população ajudar neste momento de crise. “Para atender a demanda com segurança, são necessárias 80 doações por dia. Por conta dessa crise, chegamos a receber menos da metade desse número de doações. A campanha da prefeitura é importante e chama atenção para que todos ajudem nesse momento”, disse.

 O banco está localizado no Hospital Santa Teresa, na rua Paulino Afonso, 477, no bairro Bingen. O local possui estacionamento próprio, sendo gratuito para o doador. Mais informações pelo telefone (24) 2245-2324/ (24) 99269-4355.

Critérios para doar

Os interessados precisam pesar mais de 50 quilos e estar em boas condições de saúde. Não é necessário fazer jejum, mas é preciso esperar 3 horas após o almoço ou a ingestão de alimentos gordurosos. No local, basta apresentar um documento oficial com foto e ter entre 16 e 69 anos (menores de idade precisam de autorização e estar acompanhados por um responsável).

 O voluntário não pode ter ingerido bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação. Quem tiver feito tatuagem e/ou piercing recentemente precisa aguardar 12 meses após o procedimento, e quem fez endoscopia deverá aguardar 6 meses após a realização do procedimento.



Compartilhe:

Casando com Estilo



Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior