Edição anterior (1219):
terça-feira, 13 de março de 2018
Ed. 1219:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1219): terça-feira, 13 de março de 2018

Ed.1219:

Compartilhe:

Voltar:


  Geral

47% dos funcionários dos Correios em Petrópolis aderem à paralisação

Vitor Garcia - vitorgarcia@diariodepetropolis.com.br

Servidores dos Correios entraram em greve por tempo indeterminado em diversas cidades do país. Em Petrópolis, dos 108 funcionários, 47% aderiram ao movimento, que tem como objetivo reivindicar as mudanças no plano de saúde da empresa, que prevê o pagamento das mensalidades pelos funcionários e a retirada de dependentes dos contratos. Ainda com o efetivo momentaneamente reduzido, unidades operacionais do município permanecem funcionando, assim como as agências.

A reivindicação vem sendo discutida entre os Correios e os representantes do sindicato desde outubro de 2016, tanto no âmbito administrativo, quanto no Tribunal Superior do Trabalho (TST). Sem chances de acordo entre as partes, está sendo aguardado o julgamento do caso por parte do tribunal. 

De acordo com os Correios, atualmente os custos do plano de saúde dos trabalhadores representam 10% do faturamento da empresa, ou seja, uma despesa de R$ 1,8 bilhão ao ano. O movimento iniciado nesta segunda-feira (12) agrava ainda mais a situação delicada da estatal e, consequentemente de seus empregados, já que os Correios enfrentam uma grave crise financeira, fruto da queda expressiva do volume de correspondências e falta de investimento em novos negócios.

Em nota, a empresa reconhece que a greve é um direito do trabalhador. Entretanto, entende o movimento atual como injustificado e ilegal, pois não houve descumprimento de qualquer cláusula do acordo coletivo de trabalho da categoria.

De acordo com os Correios, a paralisação está concentrada na área de distribuição. Até a manhã de ontem, 87% do efetivo total dos Correios no Brasil estava presente e trabalhando – o que corresponde a 92.212 empregados, número apurado por meio de sistema eletrônico de presença. Já no estado do Rio de Janeiro, 77% do efetivo está presente e trabalhando – o que corresponde a 8.342 funcionários.

Impacto no serviço

Até o momento, a paralisação parcial por alguns sindicatos da categoria ainda não tem reflexos nos serviços de atendimento da empresa. Todas as agências, inclusive nas regiões que aderiram ao movimento, estão abertas e todos os serviços disponíveis. Durante o fim de semana, os Correios colocaram em prática seu Plano de Continuidade de Negócios, de forma preventiva, para minimizar os impactos à população. A empresa não detalhou as medidas do plano.



Edição anterior (1219):
terça-feira, 13 de março de 2018
Ed. 1219:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1219): terça-feira, 13 de março de 2018

Ed.1219:

Compartilhe:

Voltar:


Casando com Estilo








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior