Edição: quarta-feira, 13/09/2017
Compartilhe:

  Trânsito

Abertura da Semana de Trânsito vai contar com depoimento de cadeirantes vítimas de acidentes

 

Atividades começam na segunda-feira (18) e conta com programação variada durante a semana


Quatro cadeirantes vítimas de acidentes de trânsito darão seus depoimentos durante a abertura da Semana Nacional de Trânsito em Petrópolis. Programada para segunda-feira (18), o evento irá acontecer às 10h, na Sala Afonso Arinos, no Centro de Cultura, e é aberto público. No encontro, os participantes vão falar sobre a mistura fatal entre bebida e direção que os levaram às cadeiras de rodas. A intenção é alertar à população sobre a importância da prevenção.


O impacto dos depoimentos dessas vítimas promete ser chocante. A exemplo dos relatos que comoveram o público na abertura do Maio Amarelo, o objetivo é trazer à tona as consequências da prática de misturar o álcool e a direção. O custo vai além do gasto financeiro e atinge às famílias que sofrem junto com os acidentados. Além disso, há o custo social. Dados da PRF e do IPEA referentes a 2014 apontam que no Brasil, esse valor chega a R$ 40 bilhões.


“Existe urgência na mudança. Só em Petrópolis tivemos 581 pessoas vítimas de acidentes no período de janeiro a junho, segundo Hospital Santa Teresa. Por isso estamos trabalhando nessa campanha com o objetivo de atuar em diversas frentes e despertar na população a conscientização necessária para a mudança de comportamento”, destaca o diretor-presidente da CPTrans, Maurinho Branco.


Ainda na segunda-feira, além da palestra, também haverá uma ação social na Praça D. Pedro, a partir do meio-dia. No local, além dos cadeirantes, também haverá distribuição de panfletos, folders, adesivos e um circuito feito com cones e óculos estimulador de embriaguez – que tem como objetivo mostrar o que acontece com o motorista após a ingestão de bebida alcoólica.


Além das consequências físicas e psicológicas que um acidente de trânsito pode ter, há as punições determinadas pelo Código de Trânsito Brasileiro, em caso de flagrante se o condutor for pego embriagado. O valor da multa para quem for pego dirigindo sob o efeito de álcool é de R$ 2.934,70 – em caso de motorista reincidente a multa chega a R$ 5.869,40. “As penalidades para esta prática precisam ser altas, porque as consequências de um acidente com pessoas dirigindo alcoolizadas são ainda maiores. Entre os jovens, os dados são ainda mais alarmantes”, alerta o diretor técnico e operacional da CPTrans, Luciano Moreira.


Um estudo global feito pela Organização Mundial da Saúde divulgado em maio deste ano mostrou que, no Brasil, os acidentes de trânsito ocupam a segunda posição entre as maiores causas de morte entre os jovens de 10 a 19 anos. Dados da OMS apontam que o país é o quarto no mundo com o maior número de mortes em acidentes de trânsito por ano


A Semana Nacional de Trânsito será realizada entre 18 e 25 de setembro. Na programação, além da palestra e da ação social do Detran, também contará com simulação de acidentes de moto do Corpo de Bombeiros, o 1º Encontro da Liberdade – de motociclistas, além de distribuição de material informativo sobre os comportamentos no trânsito.



Compartilhe:



Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior