Edição anterior (1158):
quinta-feira, 11 de janeiro de 2018
Ed. 1158:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1158): quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

Ed.1158:

Compartilhe:

Voltar:


  Acidente

Ação integrada entre Samu, CBMERJ e CPTrans alerta sobre acidentes de trânsito

 

Panfletagem em frente ao Terminal Rodoviário de Corrêas também conscientizou sobre os trotes aos serviços de socorro

Visando a redução do número de acidentes de trânsito que em 2017 contabilizou 1.085 vítimas no hospital referência em trauma do município, o Santa Teresa, a prefeitura intensificou, integrada ao Corpo de Bombeiros (CBMERJ), a campanha “Respeito à vida”. Nesta quarta-feira (10.01) equipes do SAMU, CPTrans e CBMERJ realizaram a abordagem a cerca de mil condutores de carros e motos conscientizando sobre a importância do respeito às leis de trânsito, sinalizações e limites de velocidade.

Na ocasião também foi reforçado o alerta junto aos jovens para que não pratique trotes aos serviços de socorro. Durante o mês de dezembro, o SAMU recebeu 257 ligações comunicando falsos acidentes. O coordenador administrativo do SAMU, José Geraldo da Rocha explica que quando a informação falsa não é percebida, os atendentes transferem a ligação para o Médico Regulador, que dá continuidade ao atendimento. Há casos em que o médico consegue identificar otrote, no entanto, quando isso não ocorre, a ambulância é acionada e o trote só é descoberto quando a equipe de socorristas chega ao local.

         “Vamos investir em ações de conscientização nas saídas de escolas e locais de grande circulação. Se identificamos que é uma criança na linha, nós retornamos e alertamos os pais, porém, não podemos ocupar os troncos de ligação com chamadas desta natureza, pois prejudicam o nosso atendimento”, explica o coordenador administrativo do SAMU, José Geraldo da Rocha.

O tenente Coronel Ramon Camilo de Barros Farias oficializou a parceira buscando a meta de reduzir em 5% o número de acidentes neste ano. A preocupação não é só quanto ao aumento do número de acidentes que em 2016 chegaram a 979 atendimentos e no ano passado houve alta de 10% das ocorrências – mas também quanto à gravidade dos acidentados.

“A maioria desses acidentados foram internados pelo SUS, de acordo com estatística divulgada pelo Hospital Santa Teresa que é a referência para atendimento de trauma no município. O perfil das vítimas vem mantendo o mesmo de anos anteriores, são homens com idade entre 18 e 60 anos. Por conta disso, atendemos prontamente a solicitação do Ten. Cel. Ramon Camilo nesse esforço de reduzir esses índices e conscientizar a população”, reforça José Geraldo da Rocha.

O diretor-presidente da CPTrans, Maurinho Branco relembra que os números não retratam a totalidade dosacidentes de trânsito, uma vez que o HST não recebe as vítimas que vieram a óbito e nem as que são liberadas no local do acidente.

“Os dados preocupam e precisam de ações. É por isso que estamos buscando alternativas viáveis para poder melhorar o trânsito e a segurança nas vias. Mas, antes de tudo e sobretudo é preciso ter consciência sobre os nossos atos. Para estar ao volante é preciso cuidado, atenção, é preciso respeito com o próximo. Despertar essa consciência na população é grande desafio”, salienta o diretor-presidente da CPTrans, Maurinho Branco.



Edição anterior (1158):
quinta-feira, 11 de janeiro de 2018
Ed. 1158:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1158): quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

Ed.1158:

Compartilhe:

Voltar:

Casando com Estilo








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior