Edição: domingo, 05/11/2017
Compartilhe:

  Cidade

Ações comunitárias de prevenção em Petrópolis recebem reconhecimento público

Universidade e Câmara de Vereadores agraciam iniciativas de estudantes e agentes de saúde

 

No último dia 26 de outubro, participantes do Projeto Fortalecendo a Resiliência receberam dois importantes reconhecimentos pela contribuição à redução de risco de desastres em suas comunidades. As agentes da equipe da Estratégia de Saúde da Família da 24 de Maio, que também são membros do Núcleo Comunitário de Defesa Civil – Nudec, reativado pelo Projeto, receberam menção honrosa na 23a. Semana Científica da FASE, com a apresentação da experiência de articulação comunitária para a prevenção de desastres no bairro. O outro reconhecimento foi na Câmara de Vereadores, em que os estudantes do Colégio Anglicano de Araras, que fazem parte do Comitê de Segurança Escolar, receberam uma moção congratulatória, do vereador Prof. Leandro Azevedo, pelo que vêm realizando no âmbito do Fortalecendo a Resiliência.

 

Segundo Eliane dos Santos, agente de saúde e membro do Nudec da 24 de Maio, o tema escolhido para o trabalho científico se deu pela sua relevância e pela intersetorialidade que a prática tem gerado no território. “A prevenção de desastres é um assunto que direta e indiretamente envolve a saúde da comunidade e que pra nós é muito importante, é parte da nossa realidade, aqui temos muitas áreas de risco e muitos deslizamentos. Um dos pontos que destacamos em nossa apresentação foi como esta experiência vem dando certo, como ela nos uniu, a interação que se estabeleceu entre comunidade, equipes dos postos de saúde e escola, todo mundo junto para atuar na prevenção dos desastres na 20. Ficamos muito contentes pelo nosso trabalho ter sido reconhecido”, comemora Eliane.

 

No Colégio Anglicano de Araras, uma das dez escolas da rede pública de ensino de Petrópolis que participam do Projeto Fortalecendo a Resiliência, o clima também é de comemoração. Para Marcos Eduardo Rodrigues, o Dudu, um dos coordenadores do Colégio e ponto focal do Comitê de Segurança Escolar, os jovens estão eufóricos por terem recebido este reconhecimento. “A gente que está na escola todos os dias percebe como eles mudaram suas atitudes depois da chegada desse projeto, que traz uma linguagem que atrai o jovem, despertando neles a consciência e a atitude da segurança e do cuidado, de fazerem algo importante pela escola e pela comunidade. E este reconhecimento é um olhar voltado pra eles, que normalmente não se sentem valorizados. Agora, estão ainda mais motivados a participar, a fazerem a diferença, a cuidar dos espaços que frequentam”, conclui Dudu.

 

 

Sobre o Projeto Fortalecendo a Resiliência

Fortalecendo a Resiliência aos Desastres na Região Serrana do Rio de Janeiro é um projeto realizado com o apoio do Instituto C&A, coordenado pela ONG internacional Save the Children, implementado, no Brasil, pelo Instituto Fonte, tendo como parceiros estratégicos a Prefeitura Municipal de Petrópolis, através das Secretarias de Defesa Civil e de Educação, e a Escola de Defesa Civil do Estado do Rio de Janeiro - ESDEC. O projeto tem o objetivo de estimular redes comunitárias de gestão de risco de desastres (GRD), com capacitação e integração entre comunidades escolares e Nudecs, em dez territórios: na Posse, Pedro do Rio, Araras, Estrada da Saudade, Bingen, Morin, Alto Independência, Itaipava/Vale do Cuiabá, Corrêas/Nogueira e Centro (24 de Maio). Fortalecendo a Resiliência faz parte também de uma pesquisa mundial que engloba cinco países: China, Índia, Bangladesh, México e Brasil, sendo que no Brasil, o projeto ocorre apenas em Petrópolis.



Compartilhe:




Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior