Edição anterior (1430):
quarta-feira, 10 de outubro de 2018
Ed. 1430:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1430): quarta-feira, 10 de outubro de 2018

Ed.1430:

Compartilhe:

Voltar:


  Polícia

Filha e genro de comerciante assassinada se entregam à polícia

Um crime quase perfeito. Assim está sendo definido o assassinato da comerciante Dircilene Botelho Garcia, de 51 anos, morta pela própria filha, Paloma Botelho Vasconcellos, de 21 anos, com a ajuda do namorado, Gabriel Molter Neves, 26. O casal está preso desde a noite de terça-feira (9). Eles confessaram o crime e ainda estavam em liberdade por conta do período eleitoral, o qual impedia que a polícia cumprisse o mandado de prisão temporária que já havia sido expedido.


Os delegados Cláudio Batista Teixeira e André Prates concederam uma entrevista coletiva nesta manhã. O laudo oficial da morte, após a exumação do corpo de Dircilene, revelou que a comerciante morreu por asfixia mecânica. O casal está autuado pelo crime de homicídio qualificado, por conta da asfixia e da dissimulação e fraude processual. Isso porque, depois da morte da mulher, ainda alinharam a roupa, arrastaram o corpo até o banheiro onde lavaram o rosto e maquiaram a vítima, organizaram o quarto e deixaram a porta trancada. A pena prevista é de 12 a 30 anos de reclusão.

“Além disso, não temos duvida de que o crime foi premeditado. Ela comprou pela internet os produtos para deixar a mãe desacordada, como o formol, por exemplo. Ainda não está claro se houve cunho patrimonial, mas ela alega que sofria maus-tratos da própria mãe”, explica o delegado Cláudio Batista.



Edição anterior (1430):
quarta-feira, 10 de outubro de 2018
Ed. 1430:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1430): quarta-feira, 10 de outubro de 2018

Ed.1430:

Compartilhe:

Voltar:


Casando com Estilo








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior