Edição: sexta-feira, 19/05/2017
Compartilhe:

  Justiça

Acusados de matar idoso no Bairro da Glória vão a júri popular

 

Após três meses de investigações, um casal morador na Rua José Geraldo de Souza, no Bairro da Glória, foi preso no fim da tarde de quarta-feira (17), pela morte do comerciante Eduardo Gomes Diniz, de 71 anos, assassinado a pauladas na noite do dia 14 de fevereiro. Na época, os autores do crime alegaram legítima defesa.
Eles respondiam inquérito em liberdade, mas o juiz da 1ª Vara Criminal de Petrópolis expediu o mandado de prisão preventiva. Ambos vão responder por homicídio qualificado e vão a júri popular, mas o julgamento ainda não tem data marcada. Foram presos pelo policial Haroldo Peçanha, da 105ª DP, após as investigações comandadas pelo delegado Luiz Cláudio Batista.
O idoso foi espancado a pauladas nas proximidades de sua casa e morreu no Hospital Santa Teresa. Com problemas psicológicos, ele tomava remédios controlados e, entre outros ferimentos, sofreu traumatismo craniano. A briga aconteceu porque os filhos do casal, que estariam na rua, apontaram um laser para dentro do bar de Eduardo, que ficou irritado.
Na ocasião, segundo a versão contada pelo casal, houve uma discussão e a vítima, que segurava o ferro da porta de aço, teria partido para cima deles. Para se defender, o marido teria se armado com um pedaço de pau e acertou o idoso, que desmaiou e caiu, batendo com a cabeça no chão.
No entanto, a versão das testemunhas conta uma história diferente e confirma apenas o uso do laser, pelos filhos do casal. O idoso teria sido pego de surpresa, pelas costas, enquanto discutia com o pai das crianças.



Compartilhe:



Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior