Edição: sexta-feira, 13/04/2018
Compartilhe:

  Ambiente

Ambientalistas e moradores debatem em Petrópolis implantação do Refúgio Estadual de Vida Silvestre da Serra da Estrela


 Audiência pública no auditório da UCP na Rua Benjamin Constant servirá para articulação de ações pelo cumprimento de lei que criou importante unidade de conservação ambiental na região.

A Comissão pelo Cumprimento das Leis da Alerj – a Comissão do Cumpra-se! –, fiscais do Inea, ambientalistas e moradores estarão, nesta sexta-feira, na Universidade Católica de Petrópolis para cobrar o cumprimento da Lei 7926/18, de autoria do deputado Carlos Minc, que, sancionada em janeiro, criou o Refúgio Estadual de Vida Silvestre da Serra da Estrela.

 Criado após 30 anos de reivindicação de ambientalistas e moradores, a nova unidade de conservação  - que possui 4.811 hectares de Mata Atlântica – cria um corredor verde entre a Reserva Biológica do Tinguá, na Baixada, e a APA Petrópolis, abrangendo os municípios de Petrópolis, Magé e Caxias.

O objetivo da audiência é se articular ações para implementar a lei de criação da reserva. A área protegida ajudará a ordenar o crescimento do entorno, oferecendo oportunidades de visitação, recreação, educação ambiental e pesquisa científica – estimulando o ecoturismo e a criação de empregos verdes.

 “Um dos objetivos de criação dessa importante UC é consolidar o corredor de biodiversidade da Mata Atlântica na Serra do Mar, ligando esse novo refúgio às demais unidades de conservação da região, em especial, ao Parque Nacional da Serra dos Órgãos e à Reserva Biológica do Tinguá”, disse Minc, que participará da audiência.



Compartilhe:


Casando com Estilo



Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior