Edição anterior (1151):
quinta-feira, 04 de janeiro de 2018
Ed. 1151:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1151): quinta-feira, 04 de janeiro de 2018

Ed.1151:

Compartilhe:

Voltar:


  Serra de Petrópolis

Sem prazo para a ligação Bingen-Quitandinha

Promessa de que a intervenção sairia até o fim do ano passado foi feita pelo diretor da Agência

 

Philippe Fernandes

 

 

No final de novembro, o diretor-presidente da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Jorge Bastos, garantiu ao prefeito Bernardo Rossi que a ligação entre o Bingen e o Quitandinha sairia até o final de 2017. O ano acabou, o projeto não saiu do papel e agora, no começo de 2018, a ANTT mudou completamente o discurso: em resposta ao Diário, a ANTT disse que “o projeto ainda está sob análise do setor técnico, por este motivo não temos como falar sobre prazo”.

Por meio de nota, a Agência afirma que “sabe da importância desta obra para todos os usuários da rodovia e trabalha em consonância com os órgãos da administração pública e concessionária, para solucionar, o mais rápido possível, todas as questões que envolvem a concessão”.

O projeto que está em análise foi feito por técnicos da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans). A ligação seria pela entrada do bairro Amazonas. Parte da pista (entre a Rodoviária do Bingen e o primeiro túnel após o pórtico do bairro Quitandinha, no sentido Rio de Janeiro) ficaria em mão dupla. Com isso, os motoristas que saem do Bingen poderiam trafegar para o Quitandinha acessando o bairro Amazonas, descendo pelo Parque São Vicente.

Pela ideia, ficaria a cargo do município fazer obras de pavimentação e urbanização no Amazonas, onde o calçamento é de paralelepípedo e as vias não possuem estrutura adequada para um grande aumento do fluxo de veículos.

O tema voltou à tona após a interdição entre os quilômetros 81 e 78 da pista Juiz de Fora da BR-040, na comunidade do Contorno (por conta da abertura de uma cratera), que tornou mais fácil essa ligação. O trecho da BR-040 que ficou em mão dupla termina próximo ao túnel onde começariam as intervenções para providenciar a ligação Bingen-Quitandinha, no projeto original. Por isso, a Prefeitura solicitou a extensão do trecho de mão dupla, garantindo a conexão entre os dois bairros.

Durante reunião em Brasília, no dia 29 de novembro, o diretor da ANTT, Jorge Bastos, afirmou, em reunião com o prefeito Bernardo Rossi; o presidente da CPTrans, Maurinho Branco; o secretário de Obras e Habitação, Ronaldo Medeiros; e o presidente da Câmara, vereador Paulo Igor; que iria viabilizar a ligação entre o Bingen e o Quitandinha ainda em 2017. De acordo com informações da Coordenadoria de Comunicação Social da Prefeitura, Bastos havia assegurado na reunião do dia 29 de novembro que a ANTT “divulgaria, na próxima semana, quando a intervenção começa a funcionar”.



Edição anterior (1151):
quinta-feira, 04 de janeiro de 2018
Ed. 1151:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1151): quinta-feira, 04 de janeiro de 2018

Ed.1151:

Compartilhe:

Voltar:

Casando com Estilo








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior