Edição: quarta-feira, 06/06/2018
Compartilhe:

  Geral

Após recurso negado, Paulo Igor tenta novo habeas corpus

Foram quatro votos contrários e três favoráveis ao relaxamento da prisão no Tribunal de Justiça

Philippe Fernandes

O vereador Paulo Igor (MDB) teve agravo de instrumento negado nesta quarta-feira (6) pela turma do Primeiro Grupo de Câmaras Criminais do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. Foram quatro votos contrários à revogação, e três favoráveis. De acordo com o advogado Afonso Destri, que defende o vereador afastado, a defesa agora irá tentar um novo habeas corpus no Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Paulo Igor está preso desde o dia 12 de abril. O ex-presidente da Câmara é acusado de fraude em licitação e peculato. Também houve mandado de busca e apreensão contra o vereador Dudu (Patri), que continua sendo considerado foragido. A operação Caminho do Ouro, desencadeada pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, por meio da Subprocuradoria-Geral de Justiça de Assuntos Criminais e de Direitos Humanos; e a Delegacia Fazendária da Polícia Civil (Delfaz), foi deflagrada para investigar os crimes de fraude em licitação e peculato.

A defesa do emedebista já havia tentado um habeas corpus no STJ em maio, após a desembargadora Kátya Monnerat ter negado o pedido de relaxamento da pena.



Compartilhe:


Casando com Estilo



Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior