Edição anterior (1430):
quarta-feira, 10 de outubro de 2018
Ed. 1430:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1430): quarta-feira, 10 de outubro de 2018

Ed.1430:

Compartilhe:

Voltar:


  Cidade

Banco Mundial acompanha aplicação de recursos no Caxambu

Banco destinou R$ 400 mil – via fundo perdido – para investimento em propriedades rurais em 2014

 

Região destaque na produção rural do município – principalmente no quesito hortaliças – o Caxambu tem cerca de 150 famílias que vivem da produção rural. Técnicos do Banco Mundial que destinou R$ 400 mil do Programa Rio Rural para 56 famílias estiveram na região nesta segunda-feira (08.10) conferindo a aplicação de R$ 7 mil por cada família beneficiada. A visita foi acompanhada por equipe da Secretaria de Desenvolvimento Econômico.

 “Importante destacar socorro rápido à região depois das chuvas de março com 13 obras concluídas e apenas uma ainda em andamento. A preocupação da prefeitura foi manter a acessibilidade de toda a região”, afirma o prefeito Bernardo Rossi.

 “O auxilio do Rio Rural chegou até os produtores do Caxambu com o apoio da Emater, que realiza um trabalho de acompanhamento bem próximo aos produtores que, organizados através de uma associação participativa conseguiram utilizar a verba em melhorias nas suas propriedades, principalmente no investimento em sistemas de irrigação inteligente, para evitar o desperdício. Essas ações servem de modelo para outras regiões produtoras e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico continua acompanhando todas as iniciativas que podem auxiliar o trabalho do campo e, principalmente, as que podem aumentar a produção”, explica o secretário de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Fiorini.

Durante a visita no Caxambu, a comitiva conversou com os produtores locais e visitou uma das propriedades beneficiadas. “Estamos nessa etapa de visitas às localidades beneficiadas pelo Rio Rural para que os consultores do Banco Mundial possam conhecer as ações que foram feitas pelos produtores a partir do financiamento, emitido em 2014. A visita foi muito interessante, o Caxambu é uma região belíssima e os investimentos feitos nas propriedades de fato auxiliaram essas pessoas”, disse Marcelo Monteiro, coordenador de monitoramento do Rio Rural.

“A comitiva pôde conhecer de perto a realidade da produção no Caxambu e como a comunidade se preparou para melhorar as produções. Eles também puderam conhecer o trabalho da Emater no município. Foi um encontro enriquecedor”, contou André Luís Azevedo, analista rural da Emater.

Incremento de 20% nas produções

A propriedade visita pela comitiva foi a de José Farroco que há 28 anos trabalha no campo com o plantio de hortaliças. Com o recurso disponibilizado pelo Rio Rural, Zezé investiu em um sistema de irrigação que o possibilitou a implantação da hidroponia. “Consegui aumentar a produção em 20% graças ao sistema de irrigação. A automatização ajudou muito no controle da produção porque a pessoa não precisa deixar um funcionário cuidando só dessa parte. Além disso, a preservação da água é outro ganho porque não há desperdício”, contou Zezé.

Na sua propriedade são produzidos vários tipos de alface, brócolis, rúcula, couve e chicória. “Eu acredito que vale a pena investir na agricultura. Meus filhos trabalham comigo hoje e vendo meus produtos na Baixada. É o amor pela terra e aplicação de recursos que ajudam o meio ambiente que faz com que a agricultura seja um ponto forte na cidade”, completou.

Além de investir em sistemas de irrigação, os produtores puderam, com o recurso do Bando Mundial, adquirir mudas e recuperar máquinas. Joaquim Sérgio Lage produz frutas. Ele também recebeu o auxílio do programa e destacou outro ponto importante resultado do auxílio.

“Fortaleceu a associação dos produtores. A união das pessoas foi muito grande. Com a estruturação da associação, passamos a conhecer melhor as leis e nos aproximamos dos programas governamentais que incentivam a produção, como o Plano Nacional de Alimentação Escolar, que prevê a compra de produtos da agricultura familiar para a merenda. Também buscamos disseminar as ações que auxiliam na preservação do meio ambiente e uso da água”, contou.

Para o diretor do Departamento de Agricultura da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, uma das metas do poder público e aproximar os produtores dos programas de incentivo à produção. “Temos a agricultura como um ponto forte na cadeia econômica do município e ao fortalecer esses produtores, aumentamos a oferta de produtos para o próprio município, barateando os custos”.



Edição anterior (1430):
quarta-feira, 10 de outubro de 2018
Ed. 1430:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1430): quarta-feira, 10 de outubro de 2018

Ed.1430:

Compartilhe:

Voltar:


Casando com Estilo








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior