Edição: domingo, 11/02/2018
Compartilhe:

  Carnaval

Blocos de Carnaval em vários bairros

Na rua ou na praça, a cidade está animada com o início da folia

Natália Rodrigues   natalia.rodrigues@diariodepetropolis.com.br

 

Começou na última sexta-feira (9) o Carnaval, a festa que muitos consideram ser a melhor do ano, após dois dias de folia, de hoje até quarta-feira (14) muitos blocos ainda vão levar a alegria por toda a cidade. Então, pode preparar confete, serpentina, a fantasia e cair na farra. Este ano, quase 30 blocos desfilaram ou ainda vão desfilar nos bairros como Alto da Serra, Morin, Cascatinha, e nos distritos Nogueira, Corrêas, entre diversos outros, além do Centro Histórico.

A festa é organizada pelos blocos com o apoio da Prefeitura. O Acadêmicos do Carangola anima os foliões, no Carangola, na praça do bairro entre 16h e 23h30, hoje, amanhã(12) e terça-feira(13). De 19h às 22h,  é a vez do Acadêmicos do Indaiá agitar a Praça João Augusto Borba, no Indaiá, São Sebastião também nesses mesmos dias. Amanhã(12) no Centro da cidade, a Praça Paulo Carneiro recebe o bloco Vai dar M, com concentração a partir de 17h. Eles saem às 18h pela Rua Nelson Sá Earp até a Praça 14 Bis. Também no Centro, o bloco Vai quem quer sai da Praça Clementina de Jesus em direção à Praça dos Expedicionários, às 19h, hoje,amanhã e terça-feira (13).

Nesse domingo o dia começa com o bloco Butão Molhado, a partir de 13h, na Rua João Martins de Barros, no Bataillard. No Morin, o Pipa Voada tem concentração às 13h no Pedro Ivo, com saída marcada para 14h, seguindo pelas ruas Eugênio Werneck e Felipe Fliess, depois retornam para o início. Também às 14h tem o bloco Pega + Não Explana, na Praça de Cascatinha. Já em Nogueira, o bloco Intocáveis de Nogueira terá concentração às 18h na Avenida Leopoldina, na altura do número 720. A saída será às 19h sentido praça do bairro. O bloco dá duas voltas na praça.

Amanhã (12), começa com o bloco Tem que ver, na Rua Dr. Borgean,no Bairro Esperança, a partir de 12h30. Já a partir de 14h será a vez do Ah se eu te pego, no Floresta, próximo ao número 632. Às 16h, começa a concentração do Bloco de Embalo do Pac, no Nova Cascatinha. A saída será às 19h em direção à Praça de Cascatinha.

Na terça-feira (13), o bloco Secos e Molhados tem saída às 14h no Esporte Clube Corrêas em direção à Praça Luis Furtado da Rosa, em Corrêas. Já às 14h será a concentração do Guerreiros da Vinte. Às 19h eles partem pela Rua Marechal Deodoro em direção à Rua do Imperador, passam pelo Obelisco e seguem para a Praça da Liberdade. Fechando o Carnaval, na Quarta-feira de Cinzas (14), haverá um encontro de blocos, na Praça da Liberdade, de 11h às 19h. Já no domingo seguinte, no dia 18 de fevereiro, entre 14h e 20h, o Bloco da Ressaca faz a alegria dos foliões na Avenida Presidente Kennedy, no Centro.


 Quem não vai ficar de fora dessa é a estudante de pedagogia Camilla de Jesus Carvalho, de 21 anos, que desde criança se apaixonou pelo Carnaval quando era levada pela mãe nas matinês.

- Amo o Carnaval, minha mãe me levava em matinês e eu me acabava de tanto dançar, pular. Fui crescendo e o amor por essa festa também - disse.

Camilla conta que já desfilou em escolas de samba, mas o que mais gosta atualmente é curtir a festa nos blocos. Esse ano ela garante que confirmará presença em todos os dias da folia.

- O Carnaval para mim começa dias antes quando já procuro saber quando serão os dias de festa no Rio de Janeiro e em Petrópolis. Eu amo curtir nos blocos, já fui em desfiles de escola de samba também é muito legal, mas nada se compara aos blocos de Carnaval. Estarei presente em todos os dias, é uma festa que só acontece uma vez no ano, não tem como não aproveitar - informou.

Opções para quem quer fugir da folia


 Apesar do Carnaval ser uma festa tradicional brasileira conhecida internacionalmente, muitas pessoas não simpatizam com a bagunça por motivos religiosos, não gostar do estilo musical, ou simplesmente pelo incômodo com o barulho e com a multidão. O jeito é ficar em casa, viajar ou então participar de retiros espirituais.

É o que vai fazer a empresária Ana Carolina Silva dos Santos Rosa, de 27 anos, que há 10 anos participa de retiros nessa época festiva.

- Sempre que posso participo de retiros espirituais, é muito bom se retirar, acampar, ter paz porque nem celular pega lá. E me divertir, ter comunhão com pessoas em um lugar lindo - disse.

Caroline explica que já brincou no Carnaval há tempos, mas foi perdendo o interesse e também com a aproximação da vida religiosa se desligou totalmente.

- Se eu não me engano fui a um ou dois carnavais na vida. Com o passar do tempo fui me desinteressado, e também com a aproximação das coisas de Deus, às pessoas e a cuidar de vidas nesta época me fez perder o prazer - completou.

Todas as igrejas católicas da cidade promovem retiros, na sua maioria são fechados e mais direcionados para a juventude, mas tem dois abertos para todos os públicos. Na igreja do Rosário é promovido pela renovação carismática e no Teatro Mariano pela obra Shalom. As pessoas podem ir à hora que quiserem, haverá show, teatro, dança, muita música, confissões, missas, depois voltam para dormir em casa, e no dia seguinte retornam.

A igreja Wesleyana Central também promove retiros espirituais abertos para todas as pessoas, voltados para dois públicos diferentes: o primeiro para a juventude, onde toda programação é idealizada visando abençoar os jovens, com linguagem e formato específicos; e o segundo para casados, onde o foco é mais familiar, com palestras e atividades relacionadas às famílias, aproveitando esse momento de feriado para todos estarem juntos e encontrarem cada vez mais Cristo em suas vidas. Mas não há proibição da participação de jovens ou famílias nos retiros, apenas por uma questão didática é feita a divisão.



Compartilhe:




Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior