Edição: quinta-feira, 12/10/2017
Compartilhe:

  Carros

 

 

Chevrolet abre pré-venda do Equinox, em versão única, por R$ 149.900

General Motors apresenta o Equinox, SUV médio que chega ao mercado equipado com motor 2.0 turbo de 262cv e câmbio automático de nove marchas. Entregas começam em novembro

 
 
 
 


 De olho na crescente participação dos SUVs no mercado brasileiro, que representa 17,4% do mercado, a General Motors está ampliando sua família de modelos no segmento com o recém-chegado Equinox, produzido no México. Equipado com motor 2.0 turbo e câmbio automático de nove marchas, o modelo conta ainda com tração integral sob demanda e um bom pacote de tecnologia para segurança e entretenimento. O Equinox será vendido apenas na versão Premier, topo de linha,  por R$ 149.900.

Enio Greco/EM/D.A Press

A GM perdeu espaço no segmento de SUVs, apesar de seus modelos Tracker e Trailblazer terem sido renovados. O compacto Tracker despencou na lista dos mais vendidos, e para mudar essa situação a GM anunciou que vai solicitar um lote maior do modelo que também vem do México. O Equinox chega exatamente para ocupar o espaço entre o Tracker e o Trailblazer, como uma versão intermediária mais completa.

Enio Greco/EM/D.A Press

O novo Equinox chega ao Brasil simultaneamente com o mercado americano. É um SUV de dimensões não muito exageradas, com 4,65m de comprimento, 2,10m de largura e 1,69m de altura. A distância entre-eixos é de 2,72m. O design é um dos pontos fortes, com a frente robusta e alta, grade horizontalizada ativa, que fecha as aletas em velocidades mais elevadas para melhorar a aerodinâmica. Os faróis são full LED, as rodas de liga leve diamantadas de 19 polegadas e na traseira tem um defletor de ar que enfatiza o aspecto esportivo.

Enio Greco/EM/D.A Press

O interior é espaçoso, ergonomicamente correto, com todos os comandos à mão do motorista. É homologado para cinco ocupantes, mas o espaço é ideal para quatro, já que no meio do banco traseiro a saliência no encosto e o console pronunciado incomodam. Além disso, não tem apoio de cabeça ali. O acabamento é de boa qualidade, com revestimento em couro de duas cores, preto e cinza. O porta-malas tem capacidade de 468 litros, sendo que a tampa pode ser aberta sem o uso das mãos.  Basta passar o pé sob o para-choque traseiro para abrir automaticamente. O modelo conta com outros nichos para guardar pequenos objetos e um para o guarda-chuva.

Enio Greco/EM/D.A Press

MECÂNICA O Equinox é equipado com um motor quatro cilindros 2.0 turbo, o mesmo que equipa as versões básicas do Camaro. São 262cv de potência e 37kgfm de torque, com turbo de fluxo duplo e injeção direta de gasolina. O SUV acelera até 100km/h em 7,6 segundos e tem velocidade máxima limitada eletronicamente em 210km/h. A transmissão é automática de nove velocidades,  com opção de trocas na própria alavanca. Mas não tem as aletas atrás do volante para as mudanças manuais. Outro item importante é a tração integral sob demanda, que atua sempre que uma das rodas perde a aderência, transferindo a força do motor para as demais.

O modelo conta com sistema start/stop que desliga e religa o motor em paradas, contribuindo para a economia de combustível. Na cidade, o consumo declarado é de 8,4km/l, e na estrada, 10,1km/l. No quesito segurança, o Equinox tem carroceria com aços de alta resistência e muita eletrônica. O modelo vem equipado com alerta de colisão,  frenagem automática de emergência, sistema para evitar capotamento,  assistente de permanência na faixa, alerta de ponto cego, sensor de aproximação e alerta de movimentação traseira. Tem até alerta de esquecimento de pessoas ou objetos no carro.

Enio Greco/EM/D.A Press

Além disso, o Equinox traz banco do motorista com ajustes elétricos e memória, teto solar panorâmico que se abre até o banco traseiro e sistema semi-autônomo de estacionamento. Para a diversão dos ocupantes, multimídia MyLink com tela tátil de oito polegadas, com GPS e conectividade pelo Android Auto e Apple CarPlay. O sistema de som é Bose, de alta fidelidade. Tem ainda carregador wireless para smartphone, três tomadas de 12V, quatro entradas USB e o sistema ON Star, que mantém o veículo conectado com uma central de atendimento. É um bom pacote de equipamentos em um carro com design interessante e conjunto mecânico eficiente. Certamente vai mexer com o segmento.

* Viajou a convite da Chevrolet

 

 

 

Quinta geração do Lexus LS estreia no Brasil em 2018 com motorização híbrida

Para combinar com a potência combinada de 359cv, sedã mais luxuoso da marca japonesa ganhou linhas mais esportivas e agressivas. Conforto é outro ponto alto do modelo

 
 
 
 
 
 
James Halfacre/Lexus/Divulgação

A Lexus anunciou a chegada da quinta geração do modelo LS ao Brasil para o segundo trimestre de 2018. Trata-se do sedã mais luxuoso do fabricante, que agora ostenta a dianteira esculpida, atual DNA da marca, que tem como principal elemento a grade exótica e agressiva. O modelo ficou mais longo e mais baixo em relação à geração anterior, o que, junto ao caimento do teto tipo cupê, atribuiu um caráter mais esportivo. Para agradar seu cliente, a marca aposta no conceito de hospitalidade japonesa (Omotenashi), o que num carro de luxo significa tomar conta do condutor e dos passageiros, prevendo suas necessidades, cuidando do seu conforto e ajudando a protegê-los contra o perigo.

James Halfacre/Lexus/Divulgação

Espaço não falta. O entre-eixos do novo LS é de 3,12m. O sedã de patrão oferece aquecimento e massagem Shiatsu para todos os ocupantes. Na função “relaxamento”, bolsas de ar no encosto e no assento são infladas para aplicar pressão ao corpo do ocupante, ao mesmo tempo em que aplicam calor nas áreas do ombro e da parte inferior das costas. Os bancos de trás também podem ser reclinados até 48 graus.

James Halfacre/Lexus/Divulgação

A relação ideal entre conforto e estabilidade foi alcançada a partir da suspensão variável adaptativa, que funciona a partir de um sistema de suspensão a ar. Para o Brasil a marca destaca a versão híbrida, que combina um motor a gasolina V6 de 3.5 litros Atkinson com dois motores elétricos. A potência é de 359cv, fazendo o sedã alcançar os 100km/h em 5,1s.

James Halfacre/Lexus/Divulgação


James Halfacre/Lexus/Divulgação
 
 

 

 

Em fase de protótipo, releitura do Puma GT tem preço estimado em R$ 150 mil

 

Esportivo brasileiro da década de 1960 inspirou releitura fiel que terá moto 2.4 de 180cv. Conheça um pouco do projeto

 
 
 
 
 
A saga sobre o retorno do Puma, esportivo brasileiro da década de 1960, ganhou mais um capítulo. A Puma Automóveis divulgou as imagens do seu novo modelo de rua, inspirado no clássico GT. As linhas originais foram tão preservadas, que o Puma Lumimari (homenagem que faz referência ao nome da empresa, palavra formada pelas iniciais dos quatro fundadores da marca) é uma releitura perfeita do modelo original. Com a imagem divulgada, o pepino fica na mão dos construtores, que terão que entregar este ousado esportivo das fotos. Mas o novo Puma terá estilo targa, com o teto rígido removível, podendo ser guardado no porta-malas.

Puma/Divulgação

Diferente do original, o Puma será construído sobre plataforma tubular própria, e não mais sobre chassis DKW ou Volkswagen. O motor que será usado é um 2.4 da Chevrolet (que equipava S10 e Blazer), que deve ficar na faixa dos 180cv de potência e 25kgfm de torque. O câmbio é manual de seis marchas. A carroceria é de fibra de vidro, com aplicações de fibra de carbono. Como o veículo ficará leve, cerva de 900kg, espera-se uma performance admirável. Os freios serão a disco ventilado nas quatro rodas, com pinças de alumínio de quatro pistões, e as suspensões com braços triangulares sobrepostos. As rodas de 17 polegadas calçam pneus Pirelli Pzero Trofeo 225/40/17 na dianteira e 255/45/17 na tarseira.

Puma/Divulgação

O interior terá bancos tipo concha e vários instrumentos analógicos. O toque contemporâneo é a central multimídia completa. Inicialmente serão fabricadas 10 unidades do modelo, com preço estimado de R$ 150 mil. Se a grana estiver curta, a empresa divide esse valor em 15 vezes. Por enquanto, o que se tem de palpável é um protótipo de pista para testes de chassi, suspensão e técnicas de construção. O protótipo da versão de rua já está em construção, com previsão de ganhar as ruas para testes ainda neste ano. Vamos torcer para que tudo dê certo! Vida longa ao Puma!

Puma/Divulgação


Puma/Divulgação
 
 
 

 





Compartilhe:



Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior