Edição anterior (1184):
terça-feira, 06 de fevereiro de 2018
Ed. 1184:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1184): terça-feira, 06 de fevereiro de 2018

Ed.1184:

Compartilhe:

Voltar:


  Economia

Comércio petropolitano  espera vender mais neste Carnaval

Daniela Curioni – especial para o Diário

O petropolitano pode até não ser conhecido como um dos foliões mais animados do Brasil, mas isso não significa que o comércio da cidade não tenha que se preparar para atender a demanda carnavalesca. Prova disso é que o comércio se preparou para a festividade, que acontece na segunda semana de fevereiro e o clima é de otimismo.

 De acordo com Arlinda Soares, gerente de uma loja de artigos para festas, o Carnaval é uma espécie de “Natal” para o setor de festas, com um crescimento de aproximadamente 10% nas vendas.

- O carnaval proporciona uma diversidade muito grande de mercadorias. Com isso, temos várias opções para venda, como confetes, serpentina, tinta, spray para o corpo e para o cabelo, fantasias e outros adereços - afirma a gerente.

Segundo o economista Leonardo Leite, o movimento carnavalesco já teve início na cidade, e essa semana deve aumentar o movimento do comércio.

- Os 15 últimos dias de janeiro e o início de fevereiro são bons para o setor de festas, que voltam seus produtos para o Carnaval.

Segundo dados do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), os consumidores brasileiros que pretendem comprar algum produto ou serviço diferente do que consomem ou em maior quantidade por causa do Carnaval somam 48%.

O feriado prolongado deste ano, que começa na próxima sexta-feira, dia 9 de fevereiro, deve mobilizar 72 milhões de consumidores.

Os que não pretendem aumentar seus gastos por causa da festa somam 27% dos entrevistados.

No total, o gasto médio do consumidor brasileiro com os dias de folia deve ser de aproximadamente R$ 847,35. Os homens tendem a gastar mais que as mulheres: na média, R$ 969,10.

Entre os produtos mais consumidos no Carnaval estão as bebidas. A cerveja é a preferida para 57% dos consumidores, seguida por refrigerantes e a água vêm na sequência, com 52%.  Lanches (51%) e protetor solar (43%) são outros produtos da preferência dos consumidores.

Destaca-se ainda que três em cada dez (ou 31%) dos entrevistados devem adquirir alguma fantasia ou adereços.

Viagens, idas a bares e restaurantes e compras em supermercados estão entre principais gastos na data. Entre os que planejam consumir no Carnaval, 49% vão participar de blocos de rua, festas em clube ou boates, ensaios e desfiles de escola de samba e shows em trios elétricos.

 



Edição anterior (1184):
terça-feira, 06 de fevereiro de 2018
Ed. 1184:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1184): terça-feira, 06 de fevereiro de 2018

Ed.1184:

Compartilhe:

Voltar:

Casando com Estilo








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior