Edição anterior (1429):
terça-feira, 09 de outubro de 2018
Ed. 1429:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1429): terça-feira, 09 de outubro de 2018

Ed.1429:

Compartilhe:

Voltar:


  Cidade

Comissões serão criadas para definir os próximos passos após o Plebiscito das Charretes

Câmara deverá criar um projeto de lei para a proibição no município; Grupos de trabalho serão criados no Poder Legislativo e na CPTrans

Yuri Lima yuri.lima@diariodepetropolis.com.br

 

O plebiscito das charretes, que foi efetuado no último domingo (7), junto com as eleições para presidente, deputados e senadores, e o resultado foi de 68,57% contrários a manutenção da atividade. Apenas 31,34% dos eleitores foram favoráveis da utilização da tração animal.

A vereadora Gilda Beatriz (MDB) afirmou que a preocupação agora será com o destino dos cavalos. A parlamentar declarou que irá formar uma comissão na Câmara para debater o tema.

- Eu fiquei muito feliz com o resultado e agora aguardo uma reunião com representantes da frente com o Prefeito. Esta é uma luta que estamos travando desde 2013. O próximo passo é saber para onde os animais vão e como manter os empregos, além de trabalhar para um novo modelo de transporte turístico no município – afirmou.

Para o vereador Wanderley Taboada (PTB), a propagação de informações falsas sensibilizou a opinião pública e prejudicou o debate. O parlamentar afirmou que irá analisar denúncias.

- É muito frustrante este resultado, principalmente porque foram compartilhadas informações que faltam com a verdade. Como no caso dos maus-tratos, com as fotografias falando de carrapatos. E até humor negro que fazia analogia com a escravidão – afirmou.

O vereador ainda afirmou que está analisando os próximos passos, afirmando que os careteiros receberam a notícia com muita tristeza. Além de dizer que não é possível transferir os cavalos, já que são propriedades privadas.

Tentamos entrar em contato com charreteiros do município, mas até o encerramento desta edição não conseguimos retorno.

Segundo a Prefeitura, o município aguarda ainda a notificação por parte da Câmara Municipal – que solicitou o plebiscito– do resultado das urnas. O legislativo deverá indicar o desejo da população para que seja criada a regulamentação proibindo o uso da tração animal nas charretes.

O Executivo ainda afirmou que, paralelo a isso, a CPTrans, companhia de trânsito responsável pela autorização do uso das charretes no município, vai montar um grupo de trabalho envolvendo órgãos municipais, Câmara de Vereadores e sociedade civil para realizar a transição.



Edição anterior (1429):
terça-feira, 09 de outubro de 2018
Ed. 1429:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1429): terça-feira, 09 de outubro de 2018

Ed.1429:

Compartilhe:

Voltar:


Casando com Estilo








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior