Edição anterior (1366):
terça-feira, 07 de agosto de 2018
Ed. 1366:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1366): terça-feira, 07 de agosto de 2018

Ed.1366:

Compartilhe:

Voltar:


  Geral

Condições do tempo prejudicam buscas por francês desaparecido no Parnaso

Mais de 70 pessoas, entre bombeiros, técnicos do Instituto Chico Mendes e montanhistas voluntários estão empenhados nas buscas pelo estudante francês, Marc Meslin, de 22 anos, que se perdeu na travessia Petrópolis X Teresópolis, que tentava fazer sozinho desde o dia 1º de agosto. O primeiro contato do francês foi feito às 7h15 e o último aconteceu às 11h de sexta-feira (3), quando ligou para a Polícia Militar, pelo número 190, e avisou que estava perdido.

 Equipe de resgate

As buscas estão sendo coordenadas pelo coronel Rafael Simão, comandante do Comando de Bombeiro de Área – CBA Serrana. Segundo ele, além de um helicóptero, bombeiros de seis batalhões estão envolvidos no trabalho.

As condições climáticas, no entanto, estão prejudicando a procura, principalmente por conta da baixa visibilidade. Nesta segunda, aeronaves não puderam ser utilizadas devido ao intenso nevoeiro e chuva. As seguintes localidades estão sendo rastreadas: Véu da Noiva, Cubaio, Açu, Paraíso, Sino, Vale das Antas, Luva, Cachoeira da Macumba, Mamute e Jacó.

- O Comando Geral do Corpo de Bombeiros fez a comunicação formal com a embaixada da França e essa informação do desaparecimento na mata chegou à família do Marc. Estamos com um total de 11 equipes pela região e temos a esperança de fazer a localização e resgatar o homem ainda com vida – disse o coronel Rafael Simão.

No último contato feito, Marc Meslin conseguiu dar indicações de sua localização e informou, inclusive, que estava próximo a uma cachoeira, mas não soube dizer com mais precisão onde estava.

Sozinho, o francês iniciou a travessia por volta das 14h do dia º1 e, na ocasião, conseguiu chegar com tranquilidade ao abrigo da Pedra do Sino, onde passou a noite. Ele teria chegado ao local com as roupas muito molhadas, porém, possuía todos os equipamentos necessários para a travessia, com exceção de uma barraca.

Marc é estudante de veterinária e estava hospedado em uma casa no bairro de Vila Isabel, no Rio de Janeiro. Para a proprietária da casa chegou a falar que viria a pé, do Rio a Petrópolis.

Sobre o Parnaso

O Parque Nacional da Serra dos Órgãos é uma Unidade de Conservação Federal de Proteção Integral, subordinada ao Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), cujo objetivo maior é o de preservar amostras representativas dos ecossistemas nacionais.

Criado em 30 de novembro de 1939, este é o terceiro parque mais antigo do país, representando um importante marco na história das Unidades de Conservação Brasileiras.

Além disso, é um dos melhores locais do país para a prática de esportes de montanha, como escalada, caminhada, rapel e outros; além de ter fantásticas cachoeiras. O Parque tem a maior rede de trilhas do Brasil. São mais de 200 quilômetros de trilhas em todos os níveis de dificuldade: desde a trilha suspensa, acessível até a cadeirantes, até a pesada Travessia Petrópolis-Teresópolis, com 30 Km de subidas e descidas pela parte alta das montanhas.

Entre as escaladas destacam-se o Dedo de Deus, considerado o marco inicial da escalada no país, e a Agulha do Diabo, escolhida uma das 15 melhores escaladas em rocha do mundo.

Foi criado em 1939 para proteger a excepcional paisagem e a biodiversidade deste trecho da Serra do Mar na Região Serrana do Rio de Janeiro. São 20.024 hectares protegidos nos municípios de Teresópolis, Petrópolis, Magé e Guapimirim.

O Parque abriga mais de 2.800 espécies de plantas catalogadas pela ciência, 462 espécies de aves, 105 de mamíferos, 103 de anfíbios e 83 de répteis, incluindo 130 animais ameaçados de extinção e muitas espécies endêmicas (que só ocorrem neste local).



Edição anterior (1366):
terça-feira, 07 de agosto de 2018
Ed. 1366:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1366): terça-feira, 07 de agosto de 2018

Ed.1366:

Compartilhe:

Voltar:


Casando com Estilo








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior