Edição: segunda-feira, 07/05/2018
Compartilhe:

  Cidadania

Águias de Resgate G1 

Grupo de voluntários dedicados a salvar vidas

 

Natália Rodrigues - natalia.rodrigues@diariodepetropolis.com.br

 

 

Petrópolis é marcada infelizmente por várias catástrofes naturais, especialmente no verão, período de chuvas mais intensas. E quando ocorre esses incidentes, vemos grupos de resgate treinadas dando apoio as equipes da Defesa Civil e dos bombeiros. Em 27 de novembro de 2017, nascia o Águias de Resgate G1, um grupamento que tem como missão salvar vidas, mas atua muito além disso.

O grupo foi criado pela recém-formada bombeira civil Bruna Aparecida Castelo Branco da Silva, que no término do curso decidiu fazer grupos dividindo-os por regiões, para facilitar o socorro no surgimento de algum incidente.

- No final do ano passado, foram feitas duas turmas de bombeiro civil em Petrópolis. Quando terminamos o curso éramos 65 pessoas, tive a ideia de dividir esse grupo para facilitar a organização dos alunos, porque, caso ocorra alguma eventualidade nós já estaríamos mais organizados e divididos para atender cada região - disse.

A equipe é formada por 16 integrantes contando com Bruna, que também é a presidente do grupo, que se tornou recentemente uma empresa voluntária. Há planos de crescimento, mas o foco agora é realizar treinamentos mais constantes e arrecadar verbas para a compra do material necessário. 

- Somos um grupamento de Bombeiro Civil constituído também por técnico de enfermagem, socorrista, vigilante. Recebemos muitos pedidos de outros bombeiros civis para entrar no grupo, mas primeiro estamos nos estruturando, porque não adianta colocar um monte de gente se a base não estiver forte o suficiente. E ainda temos pouco material, ficaria inviável fazer treinamentos com tantas pessoas. Então preferimos por enquanto, ficar com uma equipe menor, mas com muita qualidade e prestando um serviço de excelência, do que ter um grupo com muitas pessoas não tão bem treinadas, podendo manchar a imagem do grupo - contou.

O treinamento atualmente é feito em Pedro do Rio na casa da dona Ângela Abreu, mãe de uma das integrantes.

 - No momento fazemos o nosso treinamento em Pedro do Rio, na casa da Ângela que se identificou com a nossa causa e abraçou o nosso projeto. Realizamos o treinamento uma vez por mês, mas mudaremos para quinzenal, porque precisa ser mais constante.  - relatou.

 

Trabalho voluntário

A bombeira civil explica que o grupo se desenvolveu e virou também uma empresa voluntária, ou seja sem fins lucrativos. Fazendo campanhas em escolas, o objetivo esse ano é aumentar o número escolas visitadas, ensinando aos pais, alunos e professores, técnicas de primeiros socorros.

- Com o passar do tempo, o grupo que eu formei foi tendo outras ideais, então pensamos em nos tornar uma empresa voluntária para prestar serviços comunitários dentro de Petrópolis. Realizamos projetos sociais e palestras dentre outras coisas em escolas, creches, asilos, orfanatos e comunidades - informou.

Mas o trabalho não para por aí, no CIEP de Corrêas, o Águias de Resgate atuou como amigos da escola, prestando serviços de limpezas e manutenção da unidade escolar.

- Em Corrêas, fizemos outro tipo de serviço, cortamos a grama, limpamos os entulhos que estavam lá dentro, é como se fosse amigos da comunidade.Temos parcerias com algumas escolas, para fazer palestras e ensinar primeiros socorros para prevenção para adultos e crianças - relatou.

Outra atuação do grupo foi na realização da campanha de Páscoa, onde era meta era arrecadar caixas de bombons para um orfanato, mais acabaram superando a meta e distribuindo os doces em quatro pontos da cidade.

- Na época da Páscoa, conseguimos um espaço cedido pelo supermercado Extra de Corrêas, ficamos ali por três dias arrecadando caixas de bombons e chocolates para levar para um orfanato. Mas as doações da população superaram todas as nossas expectativas e podemos alegrar mais dois orfanatos e um lar de idosos. Os nossos projetos voluntários serão dessa forma, jamais vamos chegar como bombeiro civil para atrapalhar e tirar a vaga de algum colega - disse.

 

Lei 6277/2017

A lei 6277/2017 de autoria do Vereador Marcelo da Silveira, garante que todo Shopping Center, Casas de Shows e Espetáculos, Supermercado e Hipermercado, Lojas de Departamentos, Indústrias ou Conjunto de Empresas no mesmo Condomínio que tenham número de funcionários igual ou superior a 200 e Campus Universitário, precisam ter bombeiros civis. A lei entrou em vigor no dia 12 de janeiro de 2018, e é de responsabilidade dos estabelecimentos e locais citados a contratação dos serviços do Bombeiro Profissional Civil.

- A lei garante a obrigatoriedade do bombeiro civil dentro de shoppings, supermercados, e várias áreas coletivas. É um grande incentivo para os bombeiros civis, pois são portas de empregos abertas tanto para mim como para os meus colegas - contou Bruna.

Futuro e parcerias

Por ser uma empresa voluntária, o Águias faz diversas rifas e participa de eventos para poder arrecadar verbas e comprar os materiais necessários.

- A nossa fonte de renda é vendendo uma rifa, vendendo caldos, onde tiver uma oportunidade para estarmos atuando e montando nossa barraca de quitutes para gerar renda para o grupo, nós estamos fazendo. Para podermos arrecadar fundos estamos indo, porque o material tem um custo alto. No momento a gente usa a maca e outras coisa doadas por eles que são instrutores da empresa que forma bombeiro civil em Petrópolis, a SP2, o Marcos Chocron, que é bombeiro militar e Cláudio Campos que é bombeiro civil, eles são do Rio, mas estão sempre aqui nos ajudando, nos apoiando - relatou.

A presidente informa que foi feito um pedido a Prefeitura para a disponibilização de uma base na cidade para os bombeiros civis.

- Solicitamos ao Prefeito para que ele disponibilize uma base para os bombeiros civis, porque não precisaríamos ficar se reunindo na casa de um ou de outro, teríamos um ponto central, um local para a organização - contou.

Para mais informações ou quem quiser fazer doações de material para o grupo, pode entrar em contato através do número (24)98180-4555 ou então através da página do grupo no Facebook, Águias de Resgate G1.

 

 



Compartilhe:


Casando com Estilo



Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior