Edição: quinta-feira, 07/06/2018
Compartilhe:

  VACINA

Consultório na Rua leva vacina à população em situação de rua

Parceria entre secretarias de Saúde e Assistência Social possibilitou a imunização de 100 pessoas contra a gripe e hepatite B

 

Em uma semana 100 pessoas em situação de rua foram atendidas durante as ações do Consultório na Rua. Nesta terça-feira (05.06), a equipe esteve no Centro de Defesa dos Direitos Humanos (CDDH) para imunizar quem busca o Projeto Pão e Beleza, do CDDH, que oferece duas vezes por semana alimentação e corte de cabelo. O serviço atende, em média, 30 pessoas por dia.

“Nossa equipe tem passado por vários pontos de toda cidade. Mas essa integração, que envolve as secretarias, entidades e órgãos da sociedade civil, nos ajuda a enfrentar a realidade em que essas pessoas vivem de forma conjunta e resolutiva. A ideia é fazer com que os serviços cheguem a muitos outros locais”, explica o secretário de Saúde,Silmar Fortes.

O programa Consultório na Rua já realizou, de janeiro a abril deste ano, 639 atendimentos. Ele pertencente à Atenção Básica da Saúde e, em parceria com a Secretaria de Assistência Social, proporciona assistência médica e odontológica aos moradores em situação de rua do município. Neste período, foram feitos 92 atendimentos odontológicos.

Muitas das pessoas atendidas já são cadastradas no Centro de Referência Especializada para População em Situação de Rua (Centro Pop) ou realizam a inscrição após os procedimentos. Para a secretária de Assistência Social, Denise Quintella, o trabalho realizado no equipamento é fundamental para reinserção das pessoas ao convívio social.

“É um trabalho que fazemos com muito carinho e atenção. Proporcionamos os atendimentos psicossociais, trabalhos com artes, café da manhã e lanche. No almoço são distribuídos tíquetes de refeição para que os moradores possam ir ao Restaurante Popular. A parceria com a Saúde é mais uma forma de consolidar as ações do governo em prol da população. Vamos continuar buscando ações como esta na certeza de que a cidade só tem a ganhar”, disse.

A parceria com o CDDH permitiu que 20 pessoas pudessem se vacinar contra a gripe e a hepatite B, só nesta terça. Desde a semana passada, 100 pessoas foram imunizadas em ações do Consultório na Rua no Centro de Referência Especializada para População em Situação de Rua (Centro Pop) e no Núcleo de Integração Social (NIS).

“Trazer este tipo de ação para mais próximo destas pessoas é garantir que elas tenham acesso ao direito fundamental, que todos os cidadãos têm. Temos uma rede de contato, que inclui o CDDH, a Secretaria de Saúde e a de Assistência Social, que tem sido importantíssima para o atendimento a pessoas em situação de rua na cidade”, disse a representante do CDDH na ação, Silvia Moreira.

M.C., de 33 anos, é há três anos atendido pelo Núcleo de Integração Social (NIS). Ele conta que a morte da mãe o fez sair de casa. Para ele, esta foi uma alternativa para que pudesse deixar o local onde morava, onde era constantemente assediado pelo mundo do crime. Desde então, o NIS é a forma que tem para conseguir alimentação e fazer a própria higiene

“Preferi deixar a minha casa, pois as pessoas erradas sempre me procuravam e me faziam acabar retornando para o tráfico de drogas. Já fui preso e não quero isso de novo para mim. Até conseguir me manter, busco através dos serviços da Assistência minha alimentação no Restaurante Popular e o banho. Busquei o CDDH para esta ação que acontece às terças e quintas, que acrescenta no que já nos oferecem. Aproveitei e já tomei as duas vacinas”, disse.

O Consultório na Rua mantém ações todos os dias, em diferentes pontos da cidade. No próximo dia 14, está previsto o retorno do equipamento à Praça da Inconfidência, como mais uma forma de atender os moradores em situação de rua da região.



Compartilhe:


Casando com Estilo



Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior