Edição anterior (1363):
sábado, 04 de agosto de 2018
Ed. 1363:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1363): sábado, 04 de agosto de 2018

Ed.1363:

Compartilhe:

Voltar:


  PROCON

Consumidores não precisam disponibilizar CPF para cadastros em farmácias

Porém, há obrigação nos casos de medicamentos controlados e o cadastro dispõe de vantagens para o consumidor

Yuri Lima yuri.lima@diariodepetropolis.com.br

Em muitas farmácias, uma prática normal trata-se da solicitação de CPF para o cadastro do cliente. O documento é utilizado para o cadastro para o acompanhamento do consumidor, de modo a disponibilizar preços promocionais e vantagens. Segundo o coordenador do Procon-Petrópolis, Bernardo Sabrá, a prática é legal.

- Quando há o pedido do CPF para o cadastro é para a criação de um perfil do comprador. As farmácias fazem isto para disponibilizar promoções. Só é obrigatório no caso de medicamentos controlados, que aí há a necessidade da apresentação do documento para o controle – informou.

A apresentação da documentação é obrigatória no caso de prescrições controladas para que haja controle na venda destes medicamentos. Além do CPF, o consumidor ainda necessitará da apresentação da receita médica.



Edição anterior (1363):
sábado, 04 de agosto de 2018
Ed. 1363:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1363): sábado, 04 de agosto de 2018

Ed.1363:

Compartilhe:

Voltar:


Casando com Estilo








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior