Edição: quarta-feira, 10/01/2018
Compartilhe:

  Cidade

Defesa Civil inicia calendário de operações com ação no Independência

Agentes do órgão municipal visitaram o ponto de apoio do bairro e distribuíram cartilhas de prevenção aos desastres naturais

 

A prefeitura segue com o trabalho de prevenção aos desastres naturais. Nesta terça-feira (09.01) o bairro Independência recebeu os agentes da Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias no primeiro dia do calendário de operações que modifica o sistema de pontos de apoio do município e orienta a população de áreas de alto risco com a entrega de cartilhas de prevenção. O local foi escolhido para começar o trabalho por ser o mais populoso da cidade e ter um histórico de problemas relacionados à chuva.

 A ação teve início na Escola Municipal Alto Independência com a troca da placa que sinaliza o local como ponto de apoio do bairro. Na sequência, os agentes da Defesa Civil fizeram a distribuição de cartilhas com informações para prevenção a desastres naturais para orientar os moradores e comerciantes do bairro. No próximo dia 11, o trabalho acontece nas Escolas Municipais Stefan Zweig e Marcelo Alencar, pontos de apoio do bairro Quitandinha.

 “As sirenes são a melhor ferramenta de prevenção que o município possui, já que possibilitam que moradores de áreas de risco sejam avisados com rapidez sobre a urgente necessidade de sair de casa e procurar pelo ponto de apoio do bairro”, destaca o secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, coronel Paulo Renato Vaz.

Petrópolis tem 15 pontos de apoio cadastrados na Defesa Civil espalhados pelas 12 comunidades que contam com as sirenes. O órgão municipal mantém uma cópia de cada chave dos locais para garantir a abertura dos espaços mesmo que o morador responsável não possa fazê-lo de imediato. Todos os locais de apoio recebem a ação de conscientização da Defesa Civil.

“É fundamental que os pontos de apoio estejam abertos para atender aos moradores no momento em que a sirene toca. Com a realização das visitas, nossa intenção é que os moradores estejam orientados e saibam exatamente como proceder em caso de ocorrências. A informação é um instrumento que ajuda a preservarmos a vida das famílias que vivem em áreas de risco. Os pontos de apoio têm papel importante nesse sentido. É fundamental que os moradores tenham o local de apoio funcionando perfeitamente e vamos garantir isso”, explica o secretário de Defesa Civil.

A diretora da Escola Municipal Alto Independência, Adriana Marinho, destacou a importância do ponto de apoio para o bairro. Em 2013, por exemplo, o local abrigou mais de 80 pessoas. “Sempre que é necessário, a Defesa Civil faz o contato solicitando a abertura da escola. Acredito que é importante esse trabalho, principalmente para as pessoas verem que as sirenes realmente funcionam e podem evitar uma tragédia, como aconteceu em 2013”, disse.

Os moradores do bairro receberam bem os agentes da Defesa Civil e elogiaram a preocupação da prefeitura e a continuidade das ações mesmo no período das fortes chuvas. Jorge Augusto Rodrigues, morador do bairro há mais de 20 anos, destacou a presença do órgão municipal. “É importante ver a equipe da Defesa Civil próxima da gente. Por mais que algumas pessoas reclamem das sirenes, elas salvam vidas. Sei que se a gente precisar, os agentes vão estar aqui para ajudar”, afirmou.

O trabalho de conscientização conta com o apoio dos estagiários do projeto SOS Chuvas. O programa lançado pela prefeitura em novembro do ano passado tem o objetivo reduzir os prejuízos causados pelas chuvas de verão. O projeto funciona em parceria com a Universidade Federal Fluminense (UFF), Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), Universidade Estácio de Sá (Unesa) e a Universidade Católica de Petrópolis (UCP), que disponibilizaram universitários voluntários para trabalhar em três áreas: Defesa Civil, Obras e Meio Ambiente.

Petrópolis conta com 20 conjuntos de sirenes do Sistema de Alerta e Alarme espalhados por 12 bairros do município: Gentio, Vale do Cuiabá, 24 de Maio, Alto da Serra, Bingen, Dr. Thouzet, Independência, Quitandinha, São Sebastião, Sargento Boening, Siméria e Vila Felipe.  



Compartilhe:

Casando com Estilo



Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior