Edição anterior (1428):
segunda-feira, 08 de outubro de 2018
Ed. 1428:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1428): segunda-feira, 08 de outubro de 2018

Ed.1428:

Compartilhe:

Voltar:


  Geral

Dia do Compositor é comemorado neste domingo

Música permite que o ouvinte conheça novos horizontes

João Vitor Brum - joaovitor@diariodepetropolis.com.br


 Neste domingo (7) é comemorado o Dia Nacional do Compositor, que homenageia os artistas pelo esforço para compor, escrever e criar músicas. A data mundial é celebrada no dia 15 de janeiro, mas, devido à grande quantidade de compositores nacionais, os artistas ganharam uma outra data de destaque no país. Em entrevista ao Diário, o maestro e compositor Carlos Völker-Fecher (foto) destacou a troca entre compositor e ouvinte, que abre novos horizontes.

Compositor é aquele que cria uma realização artística, que compõe ou escreve uma música, aquele que dedica sua composição à arte e ao mundo artístico como um todo. A união entre técnica e criatividade dá resultado a trabalhos incríveis, que afloram as emoções de cada ouvinte.

A música é algo que une culturas, que cria novos mundos e transporta as pessoas a lugares distantes, época do passado e sensações desconhecidas. O que tem início muitas vezes com uma ideia, de uma pessoa, sozinha, pode se tornar em algo gritado e aclamado por multidões, que pode emocionar e mover todo um povo
 

O Brasil, um país recheado de compositores de qualidade altíssima, palco da Bossa Nova e da Música Popular Brasileira, homenageia estes artistas no dia 7 de outubro. Heitor Villa-Lobos nasceu no Rio de Janeiro em 1887 e é considerado o maior compositor das Américas, com aproximadamente mil obras. Sua obra foi de grande importância para criar o nacionalismo e para que a música brasileira fosse representada em outros países.

Além de Villa-Lobos, compositores como Tom Jobim, Chico Buarque, Vinícius de Moraes e muitos outros ganharam destaque mundial por suas letras e melodias de altíssima sensibilidade e beleza.

 

Para o Maestro Carlos Völker-Fecher, que é presidente da Sociedade Filarmônica Estrada Real e doutorando na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), a música permite que o ouvinte “invada” o mundo do compositor.

- Quando escuta uma música, o ouvinte abre um portal, entra no mundo de quem escreveu aquela letra e melodia, entra na cabeça do compositor. No meu caso, o estudo musical aguçou minha percepção do mundo. Com a música, nos tornamos mais sensíveis às coisas -, disse o maestro.

Carlos, que também é compositor, tem destaque no meio musical na cidade, unindo diferentes frentes musicais visando trazer uma nova experiência aos ouvintes. Suas reconstruções unem composições seculares, como do período da Renascença e da Palestrina com folclore, música nordestina, cantos de trabalho e muito mais.

- A recepção do público é formidável, pois ao mesmo tempo que estranham, reconhecem as obras. É realmente muito bacana. Já escrevi obras para coro e para um quarteto masculino, que é um trabalho inédito no Brasil que estamos desenvolvendo – frisa Carlos.

Para ele, o novo não é apenas aquilo que se cria do zero, mas sim o que pode ser criado a partir do que já existe. – O novo não é só inventar, é apostar em misturar. O conhecimento do outro acrescenta, soma. Não se pode ter preconceito quando se trata de cultura, que é algo que vemos muito hoje em dia. A cultura do outro é a nossa cultura. Cultura é de todos, e dialogar de forma ampla é compreender melhor a cidade, o país e o mundo em que vivemos – destaca.

Muitos compositores jovens estão ganhando espaço no meio musical, graças às mídias digitais, que permitem maior espaço para cada um nas plataformas disponíveis, como YouTube, Spotify, entre outras.

- Um conselho que posso dar aos jovens compositores é ouvir muita música. Ouvir o que gosta e o que não gosta. Trabalhar a audição, buscar conhecimento. Cantar em um coro, em orquestra, coisas do tipo também ajuda muito – completa Carlos.

 



Edição anterior (1428):
segunda-feira, 08 de outubro de 2018
Ed. 1428:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1428): segunda-feira, 08 de outubro de 2018

Ed.1428:

Compartilhe:

Voltar:


Casando com Estilo








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior