Edição anterior (1339):
quarta-feira, 11 de julho de 2018
Ed. 1339:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1339): quarta-feira, 11 de julho de 2018

Ed.1339:

Compartilhe:

Voltar:


  Carros
Diário Automóveis
COLUNA

 

Novo Chevrolet Spin chega às concessionárias com preços de R$ 63.990 a R$ 83.990

Chevrolet apresenta a linha 2019 do monovolume Spin, que chega ao mercado com visual renovado, em quatro versões e configurações de cinco e sete lugares, mas motor é antigo
 
  
Fonte Portal Vrum -Enio Greco /Estado de Minas
 

 Modelo ganhou linhas mais modernas, com faróis e grade afilados, além de para-choque redesenhado

  

De Foz do Iguaçu (PR) - Pra quem achava que o grande problema do Chevrolet Spin era o visual estranho, vale a pena dar uma olhada na linha 2019 do modelo, que chega este mês nas concessionárias da marca. O monovolume passou por uma reestilização que pode parecer simples, mas que resultou em mudança agradável, proporcionando aspecto mais moderno. Disponibilizado em quatro versões de acabamento, o novo Spin é vendido nas configurações de cinco e sete lugares, mas manteve o antigo motor 1.8 ECO, com as opções de câmbio manual ou automático de seis marchas. Os preços vão de R$ 63.990 a R$ 83.990.

 As laterais foram mantidas, mas as versões topo de linha ganharam rodas de aro 16 polegadas

Ao mexer no Spin, a General Motors acabou tentando colocar o modelo em crise de identidade, ao classificá-lo como crossover. Mas apesar das mexidas providenciais e significativas no visual, a estrutura do modelo foi em grande parte preservada e ele mantém as características de um monovolume ou minivan. Desde a sua concepção até ser lançado em 2012, o modelo tinha como principal argumento a proposta familiar, com amplo espaço e certa flexibilidade. Mas seu visual estranho acabou criando uma imagem não muito positiva e o modelo ficou conhecido como Capivara. Mas fez sucesso entre taxistas e virou boa opção para famílias grandes. 


Agora, na linha 2019, a GM acertou a mão e modificou o visual do Spin, que ficou bem mais moderno. Olhando o carro de frente, nota-se que o capô ganhou maior inclinação, os faróis estão mais afilados e com opção de luz de condução diurna em LED. A grade dianteira também ganhou linhas mais horizontalizadas, deixando o Spin em sintonia com os outros modelos da marca, e o para-choque foi redesenhado. A traseira traz como novidades o aerofólio na parte superior da tampa do porta-malas, que foi modificada, e lanternas mais alongadas e bipartidas. A versão aventureira Activ não traz mais o estepe pendurado na traseira, mas conta com rach de teto com desenho diferenciado e rodas de liga leve de 16 polegadas. O pneu sobressalente foi parar debaixo do porta-malas. 

 

 A traseira foi totalmente redesenhada, ganhando lanternas bipartidas invadindo a tampa do porta-malas

INTERIOR Por dentro, o novo Spin traz diferentes níveis de acabamento, que variam de acordo com a versão. Mas o painel mudou para todas, trazendo novo desenho, com porta-luvas que tem tampa abrindo para cima. O quadro de instrumentos é igual ao do Tracker, de fácil visualização. Mas a principal novidade do modelo é a segunda fileira de bancos corrediça, montada sobre trilhos, que pode ser movimentada 5cm para a frente e 6 cm para trás, modificando o espaço para os passageiros ou para bagagem. Com bancos mais estreitos e rebatíveis, o novo Spin proporciona versatilidade, e na configuração de cinco lugares o porta-malas pode ir de 710 para 756 litros com a segunda fileira toda avançada. A versão aventureira Activ7 tem a terceira fileira de bancos, que tem espaço limitado, ideal para crianças. 

 

 O interior tem acabamento de boa qualidade e conta com a central multimídia MyLink

No quesito segurança, a linha 2019 do Spin traz como novidade os pontos de ancoragem para cadeira infantil do tipo Isofix e Top Tether, além de apoios de cabeça e cinto de segurança de três pontos para todos os passageiros. Conta ainda com lanternas de neblina, ajuste de altura dos faróis e luzes indicadoras de direção lateral. A lista de equipamentos de série traz ainda ar-condicionado, direção com assistência elétrica, transmissão de seis velocidades, além de travas e vidros elétricos com comando por controle remoto na chave. Retrovisor com ajuste elétrico e sensor de estacionamento agora são itens de série desde a versão LT, que ganha uma configuração com transmissão automática. 

 

 Os bancos podem ser rebatidos para proporcionar diferentes configurações

E se o assunto é conectividade, o Spin pode ser equipado com o multimídia MyLink com Android Auto e Apple CarPlay, além da opção do sistema de telemática avançada OnStar, que agora é capaz de alertar o usuário para o não esquecimento de objetos e pessoas nos bancos traseiros do carro. Sistema imprescindível para pais e mães desatentos. As versões mais sofisticadas (LTZ e Activ) são equipadas com câmera de ré com linhas guias, sensor de chuva, acendimento automático dos faróis, ajuste de altura dos faróis, além de luz de posição em LED. Mas o modelo tem apenas uma entrada USB. Algo estranho para um carro moderno de proposta familiar.

DIRIGINDO Com o deslocamento do estepe da tampa do porta-malas para debaixo do assoalho, houve alteração no centro de gravidade do carro. Além disso, o uso de diferentes diâmetros de rodas exigiu que a engenharia da GM fizesse uma calibragem de suspensão específica para cada versão. Dirigimos a versão LTZ durante a apresentação do modelo e foi possível notar que apesar da boa estabilidade, as suspensões não conseguem filtrar muito bem as imperfeições do solo, causando certo desconforto. 

 

 O motor 1.8 tem potência máxima de 111cv com etanol. O modelo merecia algo melhor

O modelo continua equipado com o já conhecido motor flex 1.8 ECO, que rende até 111cv de potência e 17,7kgfm de torque, com transmissão automática ou manual de seis marchas. Na prática, é preciso subir bem o giro do motor para atingir um desempenho satisfatório e com isso o nível de ruídos aumenta. De acordo com dados da GM, o Spin LTZ manual acelera até 100km/h em 10,2s, com consumo de 10,4km/l (g) e 7,8km/l (e) na cidade, e de 13,2km/l (g) e 9,0km/l (e) na estrada. A linha 2019 do monovolume da Chevrolet ganhou com a reforma visual e com a flexibilização do seu espaço interno, mas merecia um motor mais eficiente e alguns equipamentos para torná-lo mais interessante. 

PREÇOS
LS (manual) – R$ 63.990
LT (manual) – R$ 68.990
LT (automático) – R$ 69.990
LTZ (manual) – R$ 78.490
LTZ (automático) – R$ 81.990
Activ (automático) – R$ 79.990
Activ7 (automático) – R$ 83.490



Edição anterior (1339):
quarta-feira, 11 de julho de 2018
Ed. 1339:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1339): quarta-feira, 11 de julho de 2018

Ed.1339:

Compartilhe:

Voltar:

Casando com Estilo








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior