Edição anterior (1281):
segunda-feira, 14 de maio de 2018
Ed. 1281:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1281): segunda-feira, 14 de maio de 2018

Ed.1281:

Compartilhe:

Voltar:


  Ambiente

Disque-Entulho completa um ano com 3,5 mil coletas realizadas

Serviço de recolhimento gratuito foi retomado pela Comdep em maio de 2017, após quatro anos parado, com 1,7 mil toneladas recolhidas

Em um ano, a prefeitura recolheu 3.514 coletas gratuitas de restos de obras, mato, móveis e eletrodomésticos dentro do Disque-Entulho. Na próxima terça-feira (15.05), completa um ano de retomada do serviço de coleta gratuita de resíduos volumosos. Nesse período, 1.757 toneladas de entulho tiveram destinação correta e deixaram de ficar sobre ruas e calçadas.

O serviço ficou quatro anos parado porque o antigo governo considerou o trabalho custoso. No entanto, o número de coletas no período é destacado por Wagner Silva,  presidente da Comdep, empresa responsável pelo serviço, ressaltando o ganho para a saúde pública.

“O Disque-Entulho beneficia principalmente as pessoas de baixa renda, que tem mais dificuldade de fazer o descarte correto. Para alugar um caminhão, o custo chega a R$ 250 ou R$ 300, um valor muito alto para quem precisa descartar uma quantidade pequena de entulho, como é o foco do programa, por exemplo, depois de uma pequena obra em casa. O total de coletas realizadas mostra como a Comdep acertou ao retomar esse serviço”, diz.

O Disque-Entulho faz coletas gratuitas de até 20 sacos com peso de 25 quilos. Para isso, qualquer pessoa pode agendar a retirada do entulho. Basta ligar para o telefone 2243-7822, de 8h30 às 17h. Após marcar a data para a coleta, a pessoa deve depositar os sacos de entulho na rua em que o caminhão vai passar – por isso, é necessário que o solicitante tome cuidado porque uma rua muito estreita pode impedir o acesso do veículo. Mas isso só deve ser feito com no máximo dois dias de antecedência ao recolhimento. Outro detalhe é o peso, já que acima do limite é necessário acionar tratores, o que também pode atrapalhar o serviço.

Hoje, a Comdep tem mais 130 pedidos para serem atendidos. O programa tem rotas fixas durante a semana, mas atende também outros locais de acordo com a disponibilidade.

Na última quinta (10.05), por exemplo, o caminhão passou pelo Quitandinha e atendeu o morador João Curi, na Rua Getúlio Vargas. Ele fez uma pequena obra em casa e pediu o recolhimento do Disque-Entulho. “Fui muito bem atendido, os funcionários foram muito solícitos e educados. Chegaram no dia combinado e foram rápidos”, afirmou.

Descarte irregular de entulho

O Disque-Entulho ajuda a combater o descarte irregular de entulho. O Código de Posturas determina que o gerador do entulho deve dar o destino correto, que é levar para o aterro de Pedro do Rio. Quem é flagrado jogando os chamados resíduos volumosos sobre calçadas e ruas é multado em R$ 800 e intimado a fazer a retirada imediata.

Ao longo do ano passado, foram feitas mais de 250 intimações para retirada imediata do entulho e aplicação de multas por descumprimento do que foi determinado pelo fiscal. Por isso, a Secretaria de Serviços, Segurança e Ordem Pública (SSOP) destacou um fiscal para atuar especialmente no flagrante e na identificação de responsáveis pelo descarte irregular.

A coleta de entulho é feita por dois caminhos. Um deles é com funcionários e maquinas da Força Ambiental, serviço que é coordenado pela SSOP e tem como foco principal os distritos. O outro é pela própria Comdep, com maquinário e mão de obra próprios.

"O Código de Posturas é claro quando colocar que quem gera o entulho é o responsável pela destinação adequada. Isso significa que é a própria pessoa que deve providenciar o transporte para o aterro de Pedro do Rio. As pessoas que possuem dificuldade de levar para lá possuem alternativas oferecidas pela Comdep, que é o Disque-Entulho. Então não há motivo para o despejo irregular”, ressalta Wagner Silva.

Disque-Entulho

Segunda-feira: Valparaíso, Centro, Caxambu e Morin

Terça-feira: Retiro, Carangola, Roseiral e Jardim Salvador

Quarta-feira: Bingen, Mosela, Quarteirão Brasileiro, Av. Barão do Rio Branco e Atílio Marotti

Quinta-feira: Quitandinha, Independência, Castelânea e Alto da Serra

Sexta-feira: Itamarati, Provisória, Floresta, Samambaia, Cascatinha e Estrada da Saudade

 

 



Edição anterior (1281):
segunda-feira, 14 de maio de 2018
Ed. 1281:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1281): segunda-feira, 14 de maio de 2018

Ed.1281:

Compartilhe:

Voltar:

Casando com Estilo








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior