Edição anterior (1362):
sexta-feira, 03 de agosto de 2018
Ed. 1362:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1362): sexta-feira, 03 de agosto de 2018

Ed.1362:

Compartilhe:

Voltar:


  Eleições

Eduardo Paes deve ter maior coligação na disputa pelo Governo

Quadro eleitoral começa a ficar mais definido com as convenções partidárias

Philippe Fernandes

O cenário para a disputa eleitoral começa a ficar mais nítido com as convenções partidárias, que terminam neste domingo (5). Na disputa pelo Governo do Estado, o candidato Eduardo Paes, oficializado na convenção do Democratas, deve ter a maior coligação. Na quarta-feira, o PPS decidiu retirar a candidatura do antropólogo Rubem César Fernandes e declarou apoio ao ex-prefeito do Rio. O democrata já conquistou o apoio do DC, PV, PHS, Avante e PP, deve reforçar a aliança com MDB, PSDB, SD e PR.

Na convenção do PPS, realizada na tarde de quarta-feira, Paes destacou a importância da aliança.

- É um momento muito especial nessa trajetória que se inicia ou reinicia na política, porque o PPS representa, neste momento da política nacional, o espaço onde mais se fala em renovação, em novas práticas políticas. Onde esses grupos e movimentos que  surgiram nos últimos anos, optaram pelo PPS como alternativa de um partido amplo, aberto ao diálogo, com uma história limpa que permitisse acolher grupos ou diferentes formas de pensar o Brasil, pensar o estado e pensar o Rio – disse Paes.

O partido administra grandes municípios do Estado, como Campos e São Gonçalo.

- O PPS apoia a candidatura de Eduardo Paes, pois se preocupa efetivamente com a recuperação do estado. A sua comprovada competência como gestor nos motiva a acreditar que ele é o melhor nome para construir um novo cenário para o Rio de Janeiro - afirmou o presidente estadual do PPS, deputado Comte Bittencourt.

Outras candidaturas

As convenções partidárias já confirmaram as candidaturas de Indio da Costa (PSD, com Zaqueu Teixeira na chapa), Tarcísio Motta (PSOL, que terá como vice Ivanete Conceição), Marcelo Trindade (Novo, com Carmen Migueles como vice) e Wilson Witzel (PSC). Também devem ser oficializados o senador Romário (Pode), que lidera as pesquisas; Anthony Garotinho (PRP); Márcia Tiburi (PT); Pedro Fernandes (PDT) e Leonardo Giordano (PCdoB).

Para o senado, já foram oficializados o ex-prefeito do Rio, Cesar Maia (do DEM, com o deputado Sérgio Zveiter, do mesmo partido, como primeiro suplente); Flávio Bolsonaro (PSL, com Paulo Marinho e Leonardo Rodrigues como suplentes); Chico Alencar (PSOL, com Vanderlea Aguiar e Maria das Dores Pereira Mota como suplentes); o pastor Everaldo Pereira (PSC); Marta Barçante (PCB). Outros nomes que devem se lançar para a disputa por uma das duas vagas são os atuais senadores Lindbergh Farias (PT) e Eduardo Lopes (PRB), o deputado Arolde de Oliveira (PSD), a deputada estadual Marta Rocha (PDT), o deputado federal Miro Teixeira (Rede) e o ex-deputado Vivaldo Barbosa (Podemos).



Edição anterior (1362):
sexta-feira, 03 de agosto de 2018
Ed. 1362:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1362): sexta-feira, 03 de agosto de 2018

Ed.1362:

Compartilhe:

Voltar:


Casando com Estilo








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior