Edição: domingo, 10/06/2018
Compartilhe:

  Educação

Educação em tempo integral: oficinas de artes, reforço pedagógico e esportes em 8 escolas da rede municipal

 

 

Informática, letramento, reforço em matemática, esporte e lazer, além de dança. Essas são as atividades que são oferecidas na EM Ana Mohammad, no Sargento Boening. A unidade é uma das oito da rede municipal que oferece atendimento em horário integral, nessa unidade são atendidos os matriculados do 4º período da educação infantil até 5º ano do ensino fundamental. Desde que a educação em tempo integral começou na escola, bons resultados já puderam ser observados no rendimento pedagógico e comportamento dos alunos.

“No início do governo, apenas quatro escolas contavam com o atendimento em tempo integral. Conseguimos dobrar esse número em 2017 e pretendemos aumentar ainda mais esse tipo de atendimento em 2019. Além de ser uma indicação do Plano Nacional de Educação, que prevê a transformação dos espaços educacionais para o atendimento em tempo integral, esse é um desejo do governo. Na escola, a criança que é atendida integralmente está segura, longe das ruas e com todo o acompanhamento necessário para o seu desenvolvimento”, explica o prefeito Bernardo Rossi.

São 800 alunos estão matriculados nas unidades que oferecem a educação em tempo integral. Além da EM Ana Mohammad, o atendimento é ofertado na  EM Professor Nilton São Thiago (Nogueira), EM Soroptimista (Mosela), Escola São João Batista (Duarte da Silveira), Escola Paroquial São Francisco de Assis (Moinho Preto), EM Leonardo Boff (Duarte da Silveira / Contorno), EM Dom Pedro de Alcântara (Estrada Rio / Petrópolis) e Colégio Gunnar Vingren (Valparaíso).

Os alunos atendidos têm entre 6 e 10 anos. “A Secretaria de Educação ofereceu capacitação para os profissionais que atuam nas escolas, os monitores foram escolhidos segundo as suas capacidades e temos observado um resultado muito significativo no que diz respeito ao rendimento pedagógico nessas escolas. Todas as unidades têm acompanhamento da Secretaria de Educação”, explica a secretária de Educação, Samea  Ázara.

Ainda segundo a Secretaria de Educação, a transformação dos espaços em educação em tempo integral é necessária para que os alunos que estão nos anos iniciais do ensino fundamental, crianças que têm entre 6 e 10 anos tenham além do currículo básico, uma educação mais integradora, com atividades extracurriculares. “Ao fortalecer o ensino nos anos iniciais, teremos um aproveitamento melhor do aluno nos anos finais o que o oportunizará a melhora no desempenho escolar”, acrescenta Samea  Ázara.


EM Ana Mohammad: escola foi preparada para atender em horário integral


Na EM Ana Mohammad, 174 alunos são atendidos de forma integral. Eles estão matriculados do 4º período da educação infantil até 5º ano do ensino fundamental. Para bem acolher os alunos, a Secretaria de Educação promoveu uma série de intervenções no prédio, como pintura nas salas, nova dispensa e novo local para guardar materiais pedagógicos, além de troca de portas e adequações nos banheiros. Na EM Ana Mohammad, os alunos participam, no contraturno escolar, de oficinas de informática, letramento, reforço em matemática, esporte e lazer, além de dança.

“Conseguimos perceber uma melhora significativa no rendimento das crianças e, principalmente com relação ao comportamento. Eles aprendem mais e tem oportunidade de tirar dúvidas com os professores. Além disso, para os pais é uma segurança. Eles podem confiar que os filhos estão bem cuidados em um local seguro”, explica a diretora da EM Ana Mohammad, Adriana Neves Moura.

Milena dos Santos tem 11 anos e está no 5º ano do ensino fundamental. Ela adorou a novidade do tempo integral. “Eu adoro ficar na escola. Muito melhor do que ficar em casa sem fazer nada. Fico com os meus amigos e adoro as aulas, principalmente das aulas de informática. Gosto muito dos jogos”.


Educação em tempo integral: meta 6 do Plano Nacional de Educação

 Cada escola escolheu as oficinas que serão ofertadas, respeitando a infraestrutura de cada espaço. Para cada uma delas foi oferecida a possibilidade de escolha seguindo os eixos definidos no Programa Integrado de Atendimento à Criança – PIAC: Memória, cultura e artes, Esporte e lazer, Iniciação Científica, Educação em direitos humanos e Prevenção e promoção da saúde. A carga mensal é de 20 horas, completando assim, 40 horas semanais do aluno na escola.

Os pais interessados em conhecer os eixos escolhidos pelas unidades escolares podem procurar o Departamento de Ensino Fundamental da Secretaria de Educação.

Vale destacar que a transformação dos espaços em educação em tempo integral atende à meta 6 do Plano Nacional de Educação – PNE, aprovado pela Lei nº 13.005 de 25 de junho de 2014 e a meta 6 do Plano Municipal de Educação – PME. O Plano Nacional de Educação estabelece que, até 2025, metade das escolas estejam funcionando em tempo integral.



Compartilhe:

Casando com Estilo



Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior