Edição: quarta-feira, 10/01/2018
Compartilhe:

  Habitação

Em 2018, 920 famílias vão receber casas no Vicenzo Rivetti e na Posse em plenas condições

Prefeito comemora avanço da política habitacional em Petrópolis

 

Em 2018, 920 famílias vão receber em plenas condições as casas esperadas há tantos anos por quem ficou desabrigado por chuvas. As obras no conjunto habitacional da Posse já foram retomadas por parte do Estado e a reforma e conclusão das unidades construídas pelo município serão feitas em breve. Com isso, serão entregues 144 moradias completas. No Vicenzo Rivetti, onde o prefeito Bernardo Rossi visitou nesta terça-feira (09.01), serão mais 776 apartamentos, que têm previsão de entrega para abril.

 

O avanço da política habitacional em Petrópolis é comemorado pelo prefeito. No Vicenzo Rivetti, as obras atingiram 80% de conclusão em dezembro e encerraram 2017 como a mais rápida do país dentro do programa Minha Casa Minha Vida (MCMV). A obra foi abandonada em 2014.. Agora, já são cerca de 300 apartamentos prontos, com 60 trabalhadores da AB Construtora atuando no local.

“Agora a gente começa a entregar o resultado de todo trabalho feito para que esta obra andasse. Um trabalho que começou ainda antes de assumir a prefeitura, no governo de transição, junto à Caixa, para que uma nova empresa pudesse assumir o trabalho que ficou parado desde 2014. E agora já estamos próximos de entregar as chaves”, afirma o prefeito Bernardo Rossi.

Os apartamentos têm dois quartos, sala, cozinha/lavanderia e banheiro. Elas serão entregues com itens como lâmpadas, torneiras, chuveiro, vaso sanitário, pia, lavatórios e soleira e peitoril em granito. Acabamentos de porta, piso, textura do teto e pintura serão padrão em todas as unidades. No revestimento externo, o bloco 1 terá cor rosa, o bloco 2 será laranja e o bloco 3 ficará na cor verde. As famílias terão ligações de luz, água e gás individuais.

As casas são destinadas para os atingidos pela chuva de 2011, mas os beneficiados são definidos pela Caixa. O principal parâmetro é a renda familiar de até R$ 1,8 mil – faixa 1 do MCMV. Além disso, 23 apartamentos serão destinados para famílias com pessoas com deficiência.

Para a entrega, a prefeitura já está providenciando o atendimento das contrapartidas exigidas ao município. Já foi definido que a empresa Gravisa fará a pavimentação e sistema de drenagem do local. A orientação para gestão dos condomínios ficará sob responsabilidade da AJR. E o trabalho social será executado pela UP Soluções.

A visita ao Vicenzo Rivetti nesta terça foi acompanhada também pelo vice-prefeito Baninho; pelo secretário de Obras, Ronaldo Medeiros; pelo secretário da Turispetro, Marcelo Valente; pelo presidente da Câmara, Paulo Igor, e pelo vereador Jorge Relojão.

Conjunto habitacional da Posse

Além do Vicenzo Rivetti, também serão entregues este ano as casas do conjunto habitacional da Posse. O governo Estado já está com obras em três blocos e tem previsão de conclusão de 36 moradias para o fim de fevereiro. Em seguida, serão finalizadas as outras 36. Pelo município, serão reformados os 24 apartamentos entregues pela administração passada de forma inacabada e que geraram vazamentos, infiltrações, entre outros problemas, e os 48 demais também serão concluídos. Ao mesmo tempo, será implementado o trabalho técnico-social que não foi desenvolvido com a chegada dos primeiros moradores.

Petrópolis possui 47 mil pessoas morando em área de risco e tem um déficit habitacional de 12 mil moradias. Por isso, busca alavancar a área com mais projetos para integrar o Minha Casa Minha Vida. A prefeitura já apresentou projetos para construção de 320 moradias em Benfica (Itaipava), Vale do Cuiabá e Mosela e mais três áreas para receber mais de 1 mil unidades habitacionais em Caititu, Estrada da Saudade e Quitandinha.



Compartilhe:

Casando com Estilo



Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior