Edição anterior (1338):
terça-feira, 10 de julho de 2018
Ed. 1338:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1338): terça-feira, 10 de julho de 2018

Ed.1338:

Compartilhe:

Voltar:


  Saúde

Estado do Rio de Janeiro confirma dois casos de sarampo

Adultos de até 49 anos que não tenham sido imunizados também devem ser vacinados

Yuri Lima yuri.lima@diariodepetropolis.com.br

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) informou que recebeu a confirmação de dois casos de sarampo no estado do Rio de Janeiro. As amostras foram analisadas pela Fiocruz,  laboratório de referência do Ministério da Saúde. Outros oito casos estão sendo monitorados pela Secretaria Municipal de Saúde da capital (SMS).

No dia 3 de julho, a SMS realizou ação de vacinação de bloqueio no campus da Faculdade de Direito da UFRJ, onde estudam as pacientes que tiveram os casos confirmados e, em parceria com a SES, tomou uma série de medidas de prevenção e análise dos casos. 

De acordo com a SES, a proteção contra o sarampo faz parte das vacinas Tríplice Viral e Tetra Viral, disponíveis conforme calendário de vacinação do Ministério da Saúde para crianças entre 12 e 15 meses. A cobertura vacinal contra a doença para crianças de 1 ano no estado é de 95%. Devem ser vacinadas as crianças de até um ano e adultos de até 49 anos que não tenham sido imunizados. Aqueles que tomaram as duas doses da vacina não precisam tomar nova dose.

Segundo a Prefeitura de Petrópolis, há 26 anos Petrópolis não registra casos de sarampo. Apesar disso, o município já conta com unidades básicas de Saúde, de urgência e emergência e hospitais em contato constante realizando monitoramento para rápida atuação em caso de suspeita da doença.

A vacina triviral, que previne contra sarampo, caxumba e rubéola, está disponível nas 15 salas de vacinação. As crianças devem tomar a primeira dose da vacina quando completado um ano de vida, com reforço com um ano e três meses. Até os 29 anos de idade, a pessoa tem que ter tomado duas doses de triviral, e uma dose entre 30 e 49 anos. Não há indicação do Ministério da Saúde para pessoas com mais de 50 anos. Quem já tomou as doses de acordo com o calendário de vacinas não precisa ser vacinado novamente.

A vacina triviral fechou o ano passado com 73% de cobertura. Neste ano, até maio, 78% do público alvo foi vacinado.

 



Edição anterior (1338):
terça-feira, 10 de julho de 2018
Ed. 1338:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1338): terça-feira, 10 de julho de 2018

Ed.1338:

Compartilhe:

Voltar:

Casando com Estilo








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior