Edição anterior (1404):
sexta-feira, 14 de setembro de 2018
Ed. 1404:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1404): sexta-feira, 14 de setembro de 2018

Ed.1404:

Compartilhe:

Voltar:


  Exposição

Exposição sobre biodiversidade e saúde na Fiocruz Petrópolis

Biodiversidade e Saúde é a nova exposição que está em cartaz no Palácio Itaboraí, unidade da Fiocruz em Petrópolis, e ficará aberta ao público, gratuitamente, até 21 de dezembro. A mostra, concebida e realizada pelo Museu da Vida, em parceria com o Instituto de Tecnologia em Fármacos (Farmanguinhos), ambas unidades da Fiocruz, é formada por painéis e módulos interativos que abordam as relações entre biodiversidade, saúde e perspectivas socioambientais.

Biodiversidade refere-se à riqueza e à variedade da vida na Terra e é uma agenda global contemporânea: estamos na Década para a Biodiversidade – 2011-2020, declarada pelas Nações Unidas. Neste quesito, o Brasil é um país privilegiado, onde vivem mais de 20% do total de espécies do planeta, o que nos qualifica como “o país da megadiversidade” e, consequentemente, nos torna responsáveis pela gestão do maior patrimônio de biodiversidade do mundo. A fauna brasileira reúne cerca de 9 mil espécies de vertebrados, entre mamíferos, aves, répteis, anfíbios e peixes, e mais de 100 mil espécies de invertebrados. Em relação à flora, são mais de 46 mil espécies catalogadas. Povos indígenas, quilombolas e caiçaras, entre outros grupos que representam nossa rica sociobiodiversidade, possuem conhecimentos tradicionais sobre uso e conservação de uma variedade de espécies. Na economia, a biodiversidade também ocupa um lugar importante, movimentando indústrias e gerando empregos. É também fonte de alimentos, medicamentos, combustíveis, clima estável e tantos outros benefícios, denotando a incalculável relevância da biodiversidade.

Diante de tal cenário, a mostra tem o objetivo de provocar reflexões e debates sobre os desafios e as oportunidades que tudo isso representa para a nossa vida e a nossa sociedade. Dentre as atrações, estão um jogo da memória sobre espécies brasileiras ameaçadas de extinção e uma atividade sobre as relações ecológicas que acontecem no ambiente da floresta. Além disso, os visitantes poderão conhecer mais sobre os seis biomas brasileiros: a Floresta Amazônica, maior floresta tropical úmida do mundo; o Pantanal, maior planície inundável; o Cerrado de savanas e bosques; a Caatinga de florestas semiáridas; os campos dos Pampas; e a floresta tropical pluvial da Mata Atlântica.

A biodiversidade como fonte de saúde é também um dos destaques da exposição, que aborda o reconhecimento científico de plantas medicinais e a distribuição de fitoterápicos no Sistema Único de Saúde - SUS. Saindo da exposição, na área externa do Palácio, o visitante poderá conhecer ainda o Arboreto do Palácio Itaboraí, uma trilha urbana de 808 metros, com um acervo de mais de 300 espécies de plantas vivas e identificadas, sendo a maior parte delas medicinais. Visitas guiadas por monitores podem ser realizadas mediante agendamento pelo site www.forumitaborai.fiocruz.br.

A exposição está aberta ao público de terça à sexta, das 8h30 às 16h30 e aos sábados, das 9h às 16h. O Palácio Itaboraí fica à Rua Visconde de Itaboraí, 188 – Valparaíso.

Fórum Itaboraí – Fiocruz

Inaugurado em 18 de outubro de 2011, como uma unidade especial da Presidência da Fiocruz, o Palácio Itaboraí abriga o Fórum Itaboraí: Política, Ciência e Cultura na Saúde. O Fórum é um espaço permanente de reflexão e geração de ideias, que tem como principal objetivo reunir intelectuais, cientistas, artistas, gestores e usuários de educação e saúde do Brasil e do estrangeiro, para gerar formulações de políticas e práticas tendentes a reduzir as desigualdades sociais na saúde. O Fórum também desenvolve ações comunitárias que permitam pôr em prática atividades inter e transetoriais destinadas a contribuir com a redução de desigualdades sociais. Entre essas práticas se destaca o Arranjo Produtivo Local de Plantas Medicinais, incluem-se a disponibilização de espaços de estudos com acesso a bibliotecas virtuais; atividades de inserção digital; de apoio à capacitação tecnológica para trabalhadores de saúde; debates culturais, projetos, eventos, concertos e exposições de artes e cultura, entre outras.

 



Edição anterior (1404):
sexta-feira, 14 de setembro de 2018
Ed. 1404:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1404): sexta-feira, 14 de setembro de 2018

Ed.1404:

Compartilhe:

Voltar:

Casando com Estilo








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior