Edição: sábado, 07/04/2018
Compartilhe:

  Colunistas
Fernando Costa
COLUNISTA

 Paulo, 100º aniversário!

É uma bênção e um privilégio completar o centenário de nascimento em plenas atividades físicas e intelectuais. Tempo de Ação de Graças pelo dom da vida o Professor Paulo Machado da Costa e Silva. Ele me lembra do Apóstolo Paulo pelo nome, combatividade, fidelidade, pureza de propósitos, forças e inquebrantável fé. Revivo o limiar do ano letivo de 1970 quando iniciei a Faculdade de Direito da Universidade Católica de Petrópolis. As cátedras eram compostas pelos mais célebres nomes, dentre eles fulgurava o Mestre Paulo Machado da Costa e Silva, Professor de Direito Romano, de quem mais tarde tornei-me Confrade tanto do Instituto Histórico de Petrópolis, da Academia Petropolitana de Letras e da APLEJUR. Os anos transcorreram e desse salutar convívio frutificou a amizade que perdura até hoje e tenho certeza  será eterna como indelével é minha gratidão de aluno e ferrenho admirador de seu notável saber, do  belo coração que orna  este ilustre petropolitano de invejável cultura e raras virtudes. Paulo Machado da Costa e Silva nasceu nesta Cidade de Petrópolis, em 17 de maio de 1917, primogênito entre 9 filhos de Iria Maciel Costa e Silva e José Machado Costa e Silva. Fez o estudo primário em Petrópolis e aos 12 anos foi para o Seminário de Azambuja, em Santa Catarina, seguindo para São Leopoldo, no Rio Grande do Sul, onde estudou Filosofia e Teologia. Iniciou  sua carreira de Professor no Colégio Marista em Porto Alegre e retornou em 1942, instalando-se em Cantagalo-RJ, onde conheceu Waldemira, com quem se casou em 24-06-44 já em Petrópolis onde se estabeleceu  profissionalmente. A família foi abençoada com 7 filhos: Elza, Sebastião e Wilson já falecidos, e ainda Iria, Paulo Antônio, Alzira e Ilka. Foi professor de Português, Latim, Francês e História em diversos colégios particulares e públicos em Petrópolis, bacharelou-se em Direito pela 1ª turma da Universidade Católica de Petrópolis em 1958, lecionou Direito Romano na PUC do Rio de Janeiro e na Universidade Católica de Petrópolis. Em Petrópolis, torna-se quase impossível transitar livremente pelas ruas em face da legião de ex-alunos e amigos que o cercam para um abraço e cumprimentos. Ao longo de tão abençoada existência vem dedicando sua energia criadora a diversos setores de atividade. No campo associativo, foi fundador da Associação dos Professores e do Sindicato da classe. Na política exerceu a vereança e Presidiu a Câmara Municipal de Petrópolis, onde ali exerceu até recentemente o cargo de Diretor do Departamento de Assuntos Jurídicos e Técnicos. Na vida cultural é Membro de diversas Arcádias Culturais inclusive as acima referidas. Presta relevantes serviços no âmbito do jornalismo, mantendo assídua publicação  de seus escritos sobre a história do Legislativo  na Tribuna de Petrópolis. Na Ordem Franciscana Secular (OFS) foi Ministro da sua Fraternidade em Petrópolis e Ministro Nacional por diversas vezes, representando o Brasil em Congressos e Assembléias em Portugal, Itália e México, foi Conselheiro Internacional e atuou na Comissão Jurídica Internacional. É Congregado Mariano.  O Mestre Paulo Machado da  Costa e Silva   é detentor de inúmeras Comendas e Lauréis, destacando-se a Medalha Dom Pedro II, o Prêmio A.P.L. - 2007, Categoria Pesquisa Histórica, dentre outros. Paulo Machado cumpre de forma exemplar seu apostolado, é modelar esposo da eterna Senhora Waldemira , querido pai, amado avô, bisavô ,  tão reverenciado pela   nora, pelos  genros, irmãos, sobrinhos, parentes e amigos. Por isso me lembra de Paulo o Apóstolo  porque “combateu o bom combate, cumpriu o seu dever e não perdeu a fé.” 



Compartilhe:




Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior