Edição anterior (1364):
domingo, 05 de agosto de 2018
Ed. 1364:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1364): domingo, 05 de agosto de 2018

Ed.1364:

Compartilhe:

Voltar:


  Cidade

FIC terá encontro de corais e orquestras com mais de 700 músicos no mesmo palco

Concerto acontece no encerramento do Festival Internacional de Corais, no dia 26 de agosto, no Palácio Quitandinha

 

          O encerramento da primeira edição do Festival Internacional de Corais deverá representar um marco para o segmento da música em Petrópolis. No dia 26 de agosto, às 18h, corais de diversos estados do Brasil, além de países como a Argentina e o Chile, se reúnem com orquestras do município para um concerto no Palácio Quitandinha. Mais de 700 músicos sobem ao palco para fechar com chave de outro a programação, que tem início no dia 17 de agosto. Em 10 dias de evento, o público vai contar com shows, concertos instrumentais, concertos de gala e apresentações diversificadas em espaços nobres, a maioria de acesso gratuito.

          Nesta sexta-feira (03.08), o diretor-presidente do Instituto Municipal de Cultura e Esportes, Leonardo Randolfo, se reuniu com os representantes das orquestras do projeto Ação Social Pela Música, da UCP e da Igreja Metodista Wesleyana, além do maestro Marcelo Vizani – que vai reger o concerto-, para ajustar os últimos detalhes deste grande evento. A Orquestra de Câmara do Palácio Itaborai/Fiocruz Petrópolis completa o time de orquestras do encerramento.

“Usamos a música como ferramenta de desenvolvimento humano. E essa também é uma das nossas missões institucionais, o fomento e o incentivo na formação de crianças e jovens. Temos algumas pautas mestras no segmento, com algumas ações que já colocamos em prática, como a reestruturação do Coral Municipal, a criação do Festival Internacional de Corais, e temos observado também o trabalho das orquestras. Por isso estamos pensando em como podemos atuar diretamente nesse segmento. Essa integração dentro da FIC será um ponta pé inicial para futuros projetos”, destaca Randolfo, que também é maestro.

          Para o ano que vem, o objetivo é criar um encontro regional ou até nacional de orquestras no município. “No Brasil inteiro temos muitos encontros de corais, mas de orquestra são poucos. Então vai ser bem bacana ter um encontro de orquestras. Será uma inovação”, disse a responsável pela orquestra do projeto Ação Social Pela Música, Jaqueline Moreira.

          Já para o FIC as orquestras vão começar a ensaiar dentro dos próximos dias, mas já garantem um belo concerto. De acordo com o maestro Marcelo Vizani, o segmento tem crescido na cidade. “As pessoas sempre acham que temos em Petrópolis poucas orquestras, mas não é verdade. O que vemos é pouco movimento. Então a ideia é aproveitar esse movimento de corais com o festival – período que a cidade já vai estar respirando música - para incluir também as orquestras”, frisa.

De 17 a 26 de agosto, Petrópolis vai receber cantores de outras cidades e estados brasileiros, além de corais da Argentina e do Chile, consolidando uma programação de excelência. Além de exibições de dezenas de grupos, que vão do popular ao erudito, o FIC conta com a Master Class de Regência Coral, ministrada pelo renomado maestro alemão Christoph Siebert e o Workshop de Técnica Vocal com a famosa mezzo-soprano lírica argentina, Lorena Espina, promovendo intercâmbio e aperfeiçoamento profissional para os participantes.

A realização do evento é do Instituto Movarte, co-realização da prefeitura, por meio do Instituto Municipal de Cultura e Esportes e da Turispetro.



Edição anterior (1364):
domingo, 05 de agosto de 2018
Ed. 1364:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1364): domingo, 05 de agosto de 2018

Ed.1364:

Compartilhe:

Voltar:


Casando com Estilo








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior