Edição: sábado, 12/05/2018
Compartilhe:

  Colunistas
Frederico Amaro Haack
COLUNISTA

 

OS NOSSOS ESQUECIDOS QUARTEIRÕES!

Em homenagem ao saudoso pesquisador Paulo Roberto Martins de Oliveira, que tando lutou pela volta da nomenclatura dos quarteirões em Petrópolis o segue o artigo abaixo em sua memória.

Quando o Major Julio Frederico Koeler levantou a planta urbanística da Imperial Colônia de Petrópolis, dividiu o território em quarteirões, que deu nomes das regiões de origem dos colonos germânicos e de pessoas ilustres que contribuíram para a criação da povoação.

 A Planta foi dividida em 2 vilas centrais próximas ao Palácio Imperial e em 11 quarteirões divididos em lotes para abrigar assim os colonos e suas famílias.

 Segundo a planta de Koeler de 1846, o território petropolitano foi dividido da seguinte forma:

1.    Vila Imperial

2.    Vila Tereza

3.    Bingen

4.    Castelânia

5.    Ingelhein

6.    Mosela

7.    Nassau

8.    Palatinato Superior

9.    Palatinato Inferior

10. Renânia Central

11. Renânia Inferior

12. Siméria

13. Westfália

 Em 1854, dando seguimento ao trabalho do Major Koeler, Otto Reimarus, levantou outra planta acrescentando mais 11 quarteirões:

14. Brasileiro

15. Darmstadt

16. Francês

17. Inglês

18.  Mineiro

19. Presidência

20. Princesa Imperial

21. Renânia Superior

22. Suíço

23. Woerstadt

24.  Worms

Assim podemos observar que Petrópolis é dividida em 22 quarteirões, cuja divisão é vigente até hoje em dia.

 A nomenclatura dos quarteirões foi dada em homenagem aos colonos germânicos para que assim pudessem se sentir em casa, na recente Colônia criada por d. Pedro II.

 Os nomes de origem brasileira foram homenagens aos brasileiros que contribuíram na formação de Petrópolis.

 Já os nomes das duas Vilas: Imperial e Tereza, serviram de homenagem a Família Imperial, assim como o quarteirão Princesa Imperial.  

 A província do Rio de Janeiro também foi homenageada com o Quarteirão Presidência.



Compartilhe:


Casando com Estilo



Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior