Fique em dia
segunda-feira, 17/07/2017
Voltar

 

Guarda Civil prepara cães para trabalhar em escombros


Animais vão participar do planejamento da Defesa Civil para o período de chuvas

 

 
 

Duas cadelas estão sendo preparadas pela Guarda Civil para trabalhar em casos de deslizamentos de terra e pedras. Elas são filhotes de pastor belga-malinois e vão integrar o planejamento da Defesa Civil para atuar já durante próximo verão. Essa será mais uma atividade desenvolvida pelo canil municipal.

As cadelas Tina e Tarja fazem parte da ninhada de uma das cachorras mantidas pela Guarda Civil. Elas têm cinco meses de vida e já recebem treinamento a três meses. Em mais quatro meses, elas estarão prontas.

“O treinamento é feito escondendo a alimentação para que elas farejem e possam encontrar esse alvo. Em mais dois meses, vamos começar o treinamento com materiais que tenham partículas com odor do corpo, panos com sangue ou até mesmo absorvente”, explicou o guarda Vinicius Silva, responsável operacional pelo canil.

São realizadas pelo menos duas sessões de treino de 20 a 30 minutos por dia. Esse tempo é para que o cachorro não entre em processo de estresse e perca foco do exercício. Para evitar isso, também são utilizadas formas lúdicas de entreter o animal, como usar uma bolinha como recompensa pelo esforço feito pelo cão.

Essas duas cadelas foram escolhidas por características individuais observadas pelo adestrador que trabalha junto à Guarda, Leandro Lopes – principalmente a falta de agressividade. Além dele e de Vinicius Silva, o canil conta ainda com o trabalho de mais nove guardas. Eles cuidam de oito animais adultos e quatro filhotes.

“O canil de Petrópolis já faz o trabalho de detecção de drogas e armas e também na contenção de distúrbios. Agora, estamos preparando mais um serviço a ser colocado à disposição da população. Temos certeza de que, se for necessário realizar esse trabalho, essas cadelas vão poder contribuir para salvar vidas ou diminuir a dor de quem perder um familiar ou um amigo”, disse o comandante da Guarda Civil, Jeferson Calomeni.

É a primeira vez que esse serviço será permanente em Petrópolis.

“Os cães são utilizados nesse tipo de ação em todo mundo e facilita muito o trabalho da Defesa Civil pela grande resistência que o animal tem e pela qualidade do olfato. Esses cães estarão prontos para nos ajudar já em 2018 no farejo de eventuais deslizamentos de terra e pedras. A gente espera que não precise usar, mas se for necessário, poderemos contar com mais esse serviço”, afirmou o secretário de Defesa Civil, Paulo Renato Vaz.



Voltar


Casando com Estilo



Topo