Disque entulho    Educação
Saúde   
domingo, 13/08/2017
Voltar


HAC vai oferecer técnica minimamente invasiva para tratar varizes

Escleroterapia com espuma densa será realizada em ambulatório a partir de setembro

Procedimento elimina os vasos em até quatro aplicações

 

A população que sofre com problemas de varizes terá acesso a um procedimento inovador que elimina os vasos em até quatro aplicações. A escleroterapia com espuma densa passará a ser oferecida pelo SUS em setembro. A técnica europeia que antes estava disponível apenas em consultórios particulares será realizada no ambulatório do Hospital Alcides Carneiro. A expectativa é de que com a nova técnica a prefeitura reduza a fila para o tratamento de varizes, que tem 190 pacientes aguardando há mais de um ano pelo procedimento.Uma cirurgia de varizes demora em média 4 horas para ser realizada e geralmente o paciente precisa operar as duas pernas. O Hospital Alcides Carneiro realiza em média duas cirurgias por semana. Implantando a nova técnica, o atendimento passará ser de dez pacientes por semana.

O secretário de Saúde, Silmar Fortes destaca que os procedimentos vasculares realizados nos primeiros seis meses deste ano já atingem 70% de toda produção do ano passado. Enquanto em todo ano de 2016 foram realizadas 261 cirurgias vasculares, no primeiro semestre deste ano 182 pessoas foram operadas. O aumento de atendimentos e ainda maior - e supera 86% - em relação às cirurgias devarizes. Nos primeiros seis meses deste ano 39 cirurgias foram realizadas, apenas seis a menos que o total de procedimentos realizados em todo ano passado - 45 cirurgias.

“Realizamos um procedimento inédito de aneurisma de aorta abdominal o que mostra o comprometimento e a expertise da nossa equipe de cirurgia vascular. Ainda aumentamos a nossa produção para cerca de 30 procedimentos por mês, implantando essa nova técnica reduzimos os riscos das cirurgias, tempo de internação e ocupação de leitos. A expectativa do prefeito Bernardo Rossi e da Secretaria de Saúde é ampliar ainda mais esses números durante a nossa gestão”, afirma Silmar Fortes.

O Hospital Alcides Carneiro conta com seis salas cirúrgicas, uma sala de RPA – Recuperação pós-anestésica, um CTI pós-cirúrgico com sete leitos, além de oito leitos exclusivos para procedimentos vasculares. Para a implantação do tratamento por escleroterapia com espuma densa, o Hospital Alcides Carneiro precisou disponibilizar duas salas e dois equipamentos de ultrassonografias.

“Temos como meta, alinhada às diretrizes do prefeito e do secretário de saúde, proporcionar a melhor assistência aos nossos pacientes e promover o crescimento dos nossos serviços e atuação médica. Tivemos uma reunião com a equipe da cirurgia vascular que nos apresentou a técnica, avaliamos que o custo benefício é positivo e decidimos trazer esse procedimento para o SUS. Assim vamos conseguir reduzir essa fila e proporcionar o tratamento e acompanhamento desses pacientes de forma mais eficaz”, disse Filipe Furtuna, diretor do Hospital Alcides Carneiro.

Técnica tem resultados visíveis já na primeira sessão
A escleroterapia com espuma densa é um tipo de tratamento que elimina completamente as varizes e os pequenos vasinhos. A técnica consiste em aplicar uma substância, em forma de espuma, diretamente nas varizes, até que estas desapareçam. A técnica é eficaz nas microvarizes e varizes de até 2 mm, eliminado-as completamente. Nas varizes de maior calibre o tratamento deve ser em um número maior de aplicação na mesma variz.


O chefe da equipe de Cirurgia Vascular, o médico José Eduardo Costa Filho, explicou que cada paciente será avaliado para se definir o número de sessões que, em média, é de três a quatro. Após o tratamento a aplicação da espuma, recomenda-se que a pessoa use meias de compressão elásticapara melhorar o retorno venoso e diminuir as chances de aparecer novas varizes.

“A eliminação das varizes e pequenos vasinhos com a escleroterapia com espuma é praticamente definitivo porque o vaso tratado não voltará a apresentar variz, no entanto, outras varizes podem surgir porque este também tem uma característica hereditária.Após cada aplicação o paciente pode voltar a rotina normal e deverá vir na semana seguinte para uma avaliação com ultrassom onde se é marcada a segunda sessão. Vale ressaltar que o tratamento tem o cunho de reabilitar o paciente e não estético, além desse paciente fazer o acompanhamento com angiologista após a finalização das sessões”, explica José Eduardo Costa Filho.
.

 



Voltar


Casando com Estilo
http://www.petropolis.rj.gov.br/pmp/index.php/imprensa/noticias/item/6559-prefeitura-reduz-pela-metade-a-fila-da-resson%C3%A2ncia-magn%C3%A9tica.html


Topo