Edição: quarta-feira, 10/01/2018
Compartilhe:

  Acidente

Violência no trânsito em Petrópolis

HST registrou mais de mil atendimentos em 2017

Sala de Trauma do Hospital Santa Teresa aponta para aumento no número de pessoas atendidas


A Sala de Trauma do Hospital Santa Teresa divulgou ontem (9) o balanço final dos atendimentos realizados durante o ano de 2017. Os índices apontam que, em dezembro do ano passado, 81 pessoas foram atendidas. Com isso, Petrópolis fechou o ano tendo 1.085 vítimas de acidentes de trânsito com gravidade atendidas na Sala de Trauma do HST, único local da cidade equipado para receber as vítimas.

O número é 10% superior aos registrados em 2016, quando 979 pessoas foram atendidas pela Sala de Trauma do HST após acidentes envolvendo carro, moto ou atropelamentos. Os números, no entanto, mostram uma realidade parcial dos acidentes de trânsito na cidade, uma vez que o hospital não recebe vítimas que morrem na hora nem as que apresentam apenas escoriações leves – essas são liberadas no local do acidente.

Em 2017, o número de pessoas que se vitimaram no trânsito foi, assim como nos anos anteriores, responsável pela maior parte dos atendimentos, respondendo por 73,21% do total das pessoas que deram entrada na Sala de Trauma durante o ano passado. O perfil também segue sendo o mesmo: a maioria das pessoas acidentadas – 59,44% - é formada por homens com idade entre 18 e 60 anos.

Quando se leva em conta todos os atendimentos realizados pela Sala de Trauma do HST – o que inclui, também, agressões, lesões por armas de fogo e armas brancas, acidentes com linha de pipa e queimaduras, além de outros não especificados – os dados mostram que equipes do Corpo de Bombeiros são responsáveis pelo maior número de atendimentos, com 1.100 ocorrências (74,22% do total de 1.482 atendimentos no ano). Em seguida, aparece o socorro da Concer, concessionária responsável pela BR-040, com 250 atendimentos (16,86% do total). O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) socorreu 68 vítimas de acidentes em 2017 (4,58%), e 64 pessoas (4,31%) foram por meios próprios.

Quando a análise é feita a partir das 714 internações realizadas em 2017, os dados da Sala de Trauma do HST indicam que 606 (84,87%) foram levadas ao hospital por equipes do Corpo de Bombeiros. Em segundo lugar, vem os atendimentos prestados pela Concer: foram 88 casos no ano passado (correspondendo a 12,32% do total). Em seguida, vieram as equipes do Samu, com 20 atendimentos (2,80%).

A grande maioria dos socorros no ano foi pelo Sistema Único de Saúde (SUS): 1.272 ocorrências, ou 85,82% dos casos. Apenas 225 atendimentos (15,18% dos casos) foram realizados por planos de saúde conveniados.

Dezembro

Em dezembro, foram atendidas 81 pessoas: 37 vítimas de acidente de moto, 34 pessoas que se envolveram em acidentes com automóveis, e 10 vítimas de atropelamento. Apesar de ser o período das festas de fim de ano, os números do último mês do ano foram inferiores a novembro, quando 97 pessoas foram atendidas após acidentes de trânsito.

Números

1.482 – atendimentos na Sala de Trauma do Hospital Santa Teresa em 2017

1.100 – pessoas foram atendidas pelo Corpo de Bombeiros

1.085 – atendimentos referentes a acidentes de trânsito

714 – internações feitas em 2017



Compartilhe:



Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior