Edição anterior (1430):
quarta-feira, 10 de outubro de 2018
Ed. 1430:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1430): quarta-feira, 10 de outubro de 2018

Ed.1430:

Compartilhe:

Voltar:


  Esporte

I Copa Imperial de futsal para surdos acontece no CIE

São 11 equipes do Estado na disputa de 19 jogos em dois dias de competição

O torneio é uma iniciativa da prefeitura em parceria com a Associação Petropolitana de Surdos


 A I Copa Imperial de futsal para surdos acontece nos dias 20 e 21 de outubro no Centro de Iniciação ao Esporte (CIE) de Petrópolis, no bairro Caxambu. São 11 equipes do Estado de Rio de Janeiro na disputa de 19 jogos, reunindo cerca de 200 atletas nos dois dias de competição. O time da Associação Petropolitana de Surdos (APES) vai representar o município no torneio. O evento está sendo organizado pela prefeitura, através da Superintendência de Esportes e Lazer, em parceria com a APES.

Cada partida será disputado em dois tempos de 12 minutos. Os times serão divididos em quatro grupos, acontecendo o cruzamento das chaves. Após o encerramento da primeira fase, as equipes classificadas jogam partidas eliminatórias que começam nas quartas de final e seguem até a decisão. Hingo Hammes, superintendente de Esportes e Lazer, destacou o esporte como ferramenta de inclusão social.

“A prática esportiva promove a melhora da qualidade de vida das pessoas com deficiência. Através do esporte, surdos podem demonstrar sua capacidade à sociedade, além de fortalecer a autoestima. Além disso, apesar de ser pouco conhecido no Brasil, o futsal para surdos está em ascensão em todo o mundo”, disse Hingo, lembrando que a cidade recebeu no ano passado uma etapa da Taça Rio de Futsal de Surdos.

“Desde o ano passado a prefeitura trabalha pelo fomento ao esporte em todo o município. A nossa parceria com a APES mostra que acreditamos no potencial dos atletas, além de sabermos o quanto o esporte pode contribuir na vida dessas pessoas. É importante ressaltar que a surdez não implica em restrições à prática de atividade física e que não existem esportes mais ou menos adequados para surdos", garante o superintendente.

A arbitragem de toda à competição será da Liga Petropolitana de Desportos (LPD). No ano passado, cinco árbitros foram capacitados para apitar jogos de surdos. Marcelo Rosa, responsável pelas equipes de arbitragem da LPD, destacou a oportunidade de desenvolvimento dos profissionais e abertura de novas oportunidades no mercado de trabalho.

“Foi muito importante para todos os árbitros que participaram do treinamento e do torneio no ano passado. Acredito que tenha sido uma oportunidade fantástica de crescimento. Também é um diferencial, que pode garantir mais espaço dentro do mercado da arbitragem em todo o Estado”, disse Marcelo.  



Edição anterior (1430):
quarta-feira, 10 de outubro de 2018
Ed. 1430:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1430): quarta-feira, 10 de outubro de 2018

Ed.1430:

Compartilhe:

Voltar:

Casando com Estilo








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior