Edição: sábado, 10/02/2018
Compartilhe:

  VACINA

Idosos e gestantes deverão ser vacinados contra Febre Amarela

Novo protocolo de imunização foi apresentado pelo Estado nesta quinta-feira

Levantamento aponta que, em Petrópolis, 82% da população está protegida contra a doença

 

Toda a população acima dos nove meses de idade deve ser vacinada contra a febre amarela. A recomendação vale também para idosos, gestantes e mulheres que ainda estão amamentando com orientação e avaliação epidemiológica prévia do profissional de saúde da unidade que aplicará a vacina. O novo protocolo de imunização da Secretaria de Estado de Saúde foi apresentado ao município nesta quinta-feira (08.02) e ocorre devido à circulação do vírus da febre amarela em municípios vizinhos a Petrópolis.

A Vigilância Epidemiológica contabilizou que 82% da população de Petrópolis já está protegida contra a doença. O percentual subiu após o levantamento da Vigilância que avaliou as pessoas vacinadas no município desde 1998. Devido ao novo protocolo de imunização apresentado pelo Estado, há ainda aproximadamente 5 mil mulheres entre gestantes e que estão amamentando, além de 42 mil idosos que devem ser vacinados.

A Secretaria de Saúde irá implantar o protocolo de imunização a partir do dia (19.02) onde as 15 unidades com rotina de vacinação poderão vacinar esse grupo após a avaliação do profissional de saúde da unidade.

Como medida de prevenção a Secretaria de Saúde fez no ano passado um cinturão de imunização nas áreas de matas fechadas e rurais. A Saúde está se estruturando para levar novamente a vacina a áreas de difícil acesso. O município segue aplicando a dose única, de 0,5 ml, preconizada pela Organização Mundial da Saúde para proteção para a vida toda contra a doença.

“Apesar de termos uma boa cobertura ainda há petropolitanos que não se vacinaram, mesmo com as doses disponíveis em 15 unidades. O novo protocolo estabelece que o município aumente essa cobertura. A vacina em Petrópolis garante a proteção para vida toda, não é fracionada e estamos trabalhando para levar mais uma vez as doses às famílias que moram em áreas de difícil acesso. Isso será feito em novas ações volantes”, explica o prefeito Bernardo Rossi.

A vacina possui contraindicações absolutas para os menores de nove meses, pacientes com imunossupressão (pessoas em tratamento de quimioterapia, radioterapia, ou com uso de corticoide, por exemplo), e pessoas soropositivas.

“Pessoas com mais de 60 anos, gestantes, mulheres que estão amamentando em todos os municípios devem se vacinar considerando o risco de adoecer a que estão submetidas. Hoje há circulação do vírus no estado então se deve considerar a vacinação. Se não houver contraindicação clínica, a recomendação é que se vacine toda a população de mais de nove meses de idade, incluindo gestantes, mulheres amamentando e pessoas com HIV cujo sistema imunológico não esteja comprometido”, afirmou o subsecretário de estado de Vigilância em Saúde, Alexandre Chieppe.

Município implantará esquema de visitas domiciliares

Dentro do Plano de Ação de Controle de Febre Amarela anunciado pelo Estado, Petrópolis contará com protocolos de visitas domiciliares que identifiquem os moradores que não tomaram a vacina – trabalho que será feito com o apoio do Estado. A meta é que em março o sistema já esteja funcionando com visitas regulares promovidas pelos agentes comunitários de saúde da vigilância em saúde. Paralelo a este trabalho, a vacina continuará sendo ofertada nas 15 unidades com rotina de vacinação. Para se vacinar, basta apresentar documento de identidade. No caso de menores de 18 anos é obrigatório levar a caderneta de vacinação. A prefeitura espera ampliar a cobertura de vacinados que atualmente é de mais de 198 mil doses aplicadas.

“A população precisa se conscientizar que a melhor estratégia é a prevenção e, sendo assim, a única forma de evitar a doença é se vacinando. Vamos capacitar as equipes e com o apoio do Estado montar o plano de ação que será executado o quanto antes”, afirma o secretário de Saúde, Silmar Fortes.

A coordenadora da Vigilância Epidemiológica do Estado, Gabrielle Damasceno, reforça que Petrópolis faz parte do grupo de municípios prioritários para imunização de toda a população. Ela destaca ainda a recomendação que, caso a pessoa visite alguma área de risco fazendo alguma trilha ou incursão na mata, por exemplo, faça uso de repelentes por até 10 dias após a aplicação da vacina – tempo necessário para a imunização fazer efeito no organismo.

“Vamos estreitar os laços com o município para auxiliar na montagem desse plano de ação. A nossa meta é a prevenção, o que é fundamental em municípios cercados por áreas verdes. Os profissionais de saúde, tanto médicos quanto enfermeiros, também serão capacitados para o atendimento nas unidades de saúde”, afirma.

Lista dos postos de Saúde e demais locais de vacinação:

*Atendimento de segunda a sexta-feira de 8h às 16h – Com intervalo de 1 hora de almoço

- Centro de Saúde Coletiva - Rua Santos Dumont, S/Nº

- PSF Alto da Serra - Rua Teresa, 2.024 (Praça Miguel Couto)

- PSF São Sebastião - Rua São Sebastião nº 625

- UBS Alto Independência - Rua Ângelo João Brand s/n

- UBS Quitandinha - Rua General Rondon nº 400

- Ambulatório Escola –  Rua Hívio Naliato nº 169

- UBS Itamarati - Rua Bernardo Proença nº 32

- Hospital Alcides Carneiro - Rua Vigário Corrêa, 1.345

- UBS Morin - Rua Pedro Ivo, nº 81 – Morin

- UBS Itaipava - Estrada Philúvio Cerqueira Rodrigues s/n

- UBS Pedro do Rio - Estrada União e Indústria s/n

- PSF Posse - Estrada União de Indústria nº 33.530

- Coordenação Epidemiologia - Hospital Municipal Nelson de Sá Earp - Rua Paulino Afonso, 455.

- UBS Mosela - Rua Mosela nº 744

Funcionamento especial

- UBS Retiro - Av. Barão do Rio Branco s/n – Horário de funcionamento de 13h às 19h



Compartilhe:



Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior