Edição anterior (1153):
sábado, 06 de janeiro de 2018
Ed. 1153:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1153): sábado, 06 de janeiro de 2018

Ed.1153:

Compartilhe:

Voltar:


  Economia

Índice de satisfação com a vida é maior na população que vive no interior dos municípios

Daniela Curioni – especial para o Diário

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) constatou que o índice de satisfação com a vida é maior na população que reside nos municípios do interior do País. De acordo com a pesquisa, foi nas áreas mais afastadas que a pesquisa atingiu maior pontuação, 66,9 pontos, de uma escala de 0 a 100. Os menos satisfeitos vivem nas periferias, 62 pontos. A pontuação obtida por residentes nas capitais ficou em 64,7 pontos.

Também é no interior onde a população tem menos medo de perder o emprego. O índice aponta 64,5 pontos, enquanto nas capitais e periferias esse índice ficou em 67,5 pontos.

No ranking das cidades mais pacíficas para se viver, Petrópolis é a segunda do interior do estado do Rio de Janeiro, segundo dados do Atlas da Violência divulgados em 2017. No ranking nacional, Petrópolis ocupa a 42a posição de um total de 304 cidades analisadas no país pelo Atlas da violência.

A sensação de segurança é compartilhada pelos moradores da cidade.

- Atualmente está se tornando comum pessoas procurarem as cidades do interior do estado para residirem ou passar o fim de semana e feriados. Observo também pessoas que optam por trabalharem em um grande centro, mas continuam morando aqui em Petrópolis, pois mesmo com o custo de ir e vir todos os dias, elas relatam que não abririam mão da tranquilidade. Essas pessoas não buscam somente a tranquilidade de uma cidade do interior, buscam menos estresse com a correria do dia-a-dia, menores índices de violência, baixos custos de vida, segurança, desejam passar mais tempo com a família, pois em uma cidade menor tudo é um pouco mais próximo, ou seja, buscam principalmente por boa qualidade de vida. E, consequentemente, essa busca por uma melhor qualidade de vida traz consigo um bem-estar social e emocional, promovendo nas pessoas maior grau de prazer e felicidade – disse a psicóloga Clarissa Piccoli.

 

Para o mecânico Alessandro Santos, a situação da cidade é melhor do que na capital.

- Morei na periferia no Rio de Janeiro, lá a violência controla nossa vida. Aqui, minha vida é muito mais tranquila - afirma Alessandro Santos, mecânico.

A cuidadora Deise Moreira concorda.

- Em cidade pequena como Petrópolis, vivemos menos agitados e com mais segurança - disse.

A pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) apontou também que a satisfação da população com a vida diminuiu entre setembro e dezembro do ano passado, atingindo 65,6 pontos em dezembro. O valor é 0,4 ponto menor do que o registrado em setembro,  e 1,2 pontos abaixo do registrado em dezembro de 2016.

O índice de satisfação com a vida foi inferior a média histórica, que já atingiu 69,9 pontos.

O levantamento da CNI foi realizado entre os dias 7 e 10 de dezembro de 2017, com 2 mil pessoas, em 127 municípios.



Edição anterior (1153):
sábado, 06 de janeiro de 2018
Ed. 1153:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1153): sábado, 06 de janeiro de 2018

Ed.1153:

Compartilhe:

Voltar:


Casando com Estilo








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior