Edição: quinta-feira, 12/07/2018
Compartilhe:

  Polícia

Jovem de apenas 18 anos é morto a tiros no Floresta

Lucas da Conceição Miranda do Amaral, de 18 anos, foi assassinado na madrugada de ontem; crime está sendo investigado


 Policiais da 105ª DP (Retiro) estão investigando a morte de Lucas da Conceição Miranda do Amaral, de 18 anos, assassinado a tiros na madrugada de ontem, no Floresta. Ele chegou a ser socorrido com vida para o Hospital Municipal Nelson de Sá Earp (HMNSE), mas já estava morto quando deu entrada na unidade.

O sepultamento aconteceu na tarde de ontem, no Cemitério Municipal. No local onde ocorreu o crime, peritos da Polícia Civil encontraram quatro estojos de pistola 9mm e um de pistola .40. A motivação do crime ainda é desconhecida, mas, segundo a polícia, o rapaz possuía cinco anotações criminais de quando ainda era adolescente.

Lucas foi baleado na rua, por volta das 2h, na localidade conhecida como Largo da Provisória. Na ocasião, familiares foram chamados e Lucas ainda estaria vivo, sendo levado às pressas para o HMNSE.

Nas redes sociais, uma das últimas postagens feitas pela vítima se trata de um rap contando a história de um jovem assassinado e mostra o sofrimento da família. Na mesma rede, amigos e parentes deixaram dezenas de homenagens. Em uma das mensagens, uma jovem disse: “receber essa notícia foi a pior coisa que me aconteceu. Não dá pra acreditar que você se foi sem ao menos se despedir. Eu vivia brigando com você, mas eu sabia o motivo. Só queria acordar e te ver ali todos dias”, diz o texto.

Outra amiga destacou que havia percebido que a vítima estava diferente. “É inexplicável como as coisas são, ainda ontem você esteve comigo, mas já estava meio calado. Coisa que era difícil acontecer. Não estou acreditando que você se foi e que não vou mais te ter aqui. Enfim não vou mais poder compartilhar contigo os momentos bons.”

Aumento nos casos de homicídio doloso

Os elevados números de homicídio doloso no município surpreendem. De acordo com dados do Instituto de Segurança Pública (ISP), entre os meses de janeiro e maio de 2018 foram registrados 18 crimes. A quantidade de assassinatos chega a quase igualar todo o ano de 2016, quando ocorreram 19 mortes entre janeiro e dezembro.

Ainda segundo dados do ISP, o número de crimes nos primeiros cinco meses deste ano é o maior dos últimos nove anos, se comparado ao mesmo período, perdendo apenas para 2008, quando 22 pessoas foram mortas de janeiro a maio.

O mesmo acontece se comparado aos doze meses do ano, quando em 2017 foram 28 casos, e em 2008 as delegacias investigaram 35 homicídios dolosos, quando há intenção de matar.



Compartilhe:


Casando com Estilo



Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior