Edição: terça-feira, 15/05/2018
Compartilhe:

  Educação

Laboratório de informática do Liceu Municipal Carlos Chagas é reinaugurado

Festa com direito a show do cantor petropolitano Júlio Ferreira

 
 

Os alunos do Liceu Municipal Carlos Chagas participaram da cerimônia de reinauguração do laboratório de informática do Liceu Municipal Carlos Chagas, nessa segunda-feira (14.05). No local, os alunos poderão participar de cursos de informática. Além de conhecerem o espaço onde os quinze computadores estão armazenados, os estudantes puderam conferir um show com o cantor petropolitano Júlio Ferreira.

Os computadores foram consertados graças a uma parceria entre o Programa Municipal de Pacificação Restaurativa Petrópolis da Paz, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e a Secretaria de Educação.

“É muito gratificante ver que o projeto Petrópolis da Paz, que propaga a mediação escolar como a melhor forma de resolver conflitos, foi abraçada pela escola e está colhendo bons frutos. O laboratório é um exemplo disso. Aproveitem, alunos. Esse espaço que é de vocês. Tenho certeza que vocês aprenderão muito nesso laboratório”, disse a subsecretária de Educação, Marcia Palma.

Elsie Ellen de Carvalho, responsável pelo Programa Municipal de Pacificação Restaurativa Petrópolis da Paz, os alunos terão a oportunidade de se inscrever em capacitações específicas na área da informática. “A intenção é de que eles possam aprender a usar os computadores e, por outro lado, os professores também usarão o espaço como suporte nas aulas. É uma alegria muito grande participar dessa reinauguração desse laboratório”.

A sinergia entre as secretarias de Educação e Desenvolvimento Econômico, por meio do Departamento de Ciência e Tecnologia e o Departamento de Tecnologia Educacional foi destacada pelo diretor do Departamento de Ciência e Tecnologia, Marcelo Simões. “Através do fomento das novas tecnologias incentivamos os alunos a estudarem cada vez mais e a apostar em novos conhecimentos. Agradeço a cooperação de todos os agentes envolvidos nessa ação”, disse.

Marcelo Botelho, comissário de Justiça, participou do evento, representando, juiz responsável pela Vara da Infância, Juventude e do Idoso, Alexandre Teixeira, e  também destacou o trabalho das secretarias. “Parabenizo a iniciativa da prefeitura em restaurar esse laboratório através do trabalho conjunto entre as secretarias. Estamos acompanhando os esforços que estão sendo feitos para proporcionar melhores oportunidades para os jovens. A Vara da Infância sempre apoia os projetos que garantem os direitos dos estudantes”.

O diretor da escola, Marcos Souza Machado, explicou que a reinauguração do laboratório era um sonho de todos os profissionais que atuam no Liceu Municipal Carlos Chagas. “Quando foi inaugurado, em 2008, não tínhamos acesso à internet, por isso essa reinauguração é um motivo de muita comemoração. A escola está sempre aberta a novos projetos porque nós acreditamos nos nossos alunos. Alunos, aproveitem esse espaço. Tenho certeza que esse espaço vai abrir novas portas para vocês.

Um estagiário será disponibilizado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico para atuar na escola. “Queremos replicar esse modelo em outras escolas”, comentou Leonardo Sindorf, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico.

Beatriz Afonso Emídio tem 12 anos e é aluna do 6º ano e já está ansiosa pelas aulas. “Não tenho computador em casa, então, vai ser importante poder aprender a mexer certinho no computador. Ficou muito bonita a sala”.

Também participaram da reinauguração, Wesley Barreto, da Coordenadoria de Juventude e Ângela Motta, responsável peloDepartamento de Tecnologia Educacional.

Alunos do Liceu Carlos Chagas participam do Programa Municipal de Pacificação Restaurativa Petrópolis da Paz

O Programa Municipal de Pacificação Restaurativa Petrópolis da Paz é pioneiro no Estado e foi criado através da Lei nº 7.532. No Liceu Carlos Chagas, 60 alunos – matriculados do 6º ano do ensino fundamental – participam, desde o ano passado, dos encontros promovidos na escola pelo programa.

Junto aos alunos da instituição, o Programa utiliza técnicas de mediação escolar, que tem como objetivo a prevenção contra o bullying, conflitos familiares e de gerações, problemas entre alunos e professores e respeito às crenças, atuando sempre em conjunto com a família, comunidade, professores e funcionários da unidade escolar.  Solucionando assim, rivalidades e prevenindo as dificuldades no dia a dia escolar, estimulando a promoção da autonomia, inclusão e paz social.

“O laboratório vai somar com as ações que são desenvolvidas pelo programa na sala de aula. Para vivermos em um mundo melhor, temos que acreditar na transformação dos espaços junto à cultura da paz”, disse Vanessa Siqueira, professora da rede municipal atuante no Programa.



Compartilhe:



Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior