Edição: segunda-feira, 05/02/2018
Compartilhe:

  Ambiente

Linha Verde - Ambiente

 

2.700 mts² de área degradada em Nova Friburgo são encontrados com ajuda do Linha Verde

DIVULGAÇÃO - LINHA VERDE / DISQUE-DENÚNCIA RIO

Após receberem informações sobre crimes ambientais vindas através do programa Linha Verde, do Disque-Denúncia do Rio, policiais militares lotados na Unidade de Policiamento Ambiental Três Picos estiveram nesta sexta-feira (02) em Nova Friburgo, na Região Serrana, onde conseguiram comprovar a veracidade da denúncia.

No bairro de Lumiar, na entrada do quilômetro 19,5, os agentes da 5ª UPAm verificaram a existência de retroescavadeiras onde estavam sendo construídos três platores, além do corte de taludes e supressão de vegetação em estágio inicial de regeneração de aproximadamente 2.700 metros quadrados de área degradada e pertencente à APA de Macaé. Segundo os policiais, o proprietário do terreno não se encontrava no local e o funcionário que operava a máquina informou não possuir nenhuma documentação necessária para a realização daquela atividade. Com base nos artigos 38 e 60 da Lei de Crimes Ambientais, os policiais se dirigiram à 151ª DP, onde a ocorrência foi registrada.

O Linha Verde solicita à população que continue denunciando qualquer crime ambiental no Estado do RJ através dos telefones 0300 253 1177 (custo de ligação local), (21) 2253 1177 ou através do aplicativo para celulares “Disque-Denúncia RJ”, onde é possível enviar fotos e vídeos, sempre com a garantia do anonimato.


8ª UPAm comprova denúncia do Linha Verde sobre poluição das águas em Cabo Frio

DIVULGAÇÃO - LINHA VERDE / DISQUE-DENÚNCIA RIO

Uma denúncia de poluição feita ao Linha Verde, através do aplicativo "Disque-Denúncia RJ" e encaminhada a policiais militares lotados na Unidade de Policiamento Ambiental da Costa do Sol, fez com que os agentes comprovassem, nesta sexta-feira (02) o crime ambiental ocorrendo em Cabo Frio, na Região dos Lagos.

Segundo os policiais da 8ª UPAm, no Morro do Vigia, na Praia do Peró, foi possível avistar um efluente líquido (substância poluente que lançada na natureza sem o devido tratamento, causa sérios danos ao ecossistema dos rios, lagos, córregos e oceanos) com odor característico de fossa, sendo lançado do banheiro de um restaurante diretamente sobre as pedras e o mar abaixo. Como o proprietário não se encontrava no local, um funcionário foi chamado pelos agentes a prestar esclarecimentos na 126ª DP, onde, de acordo com os policiais, a ocorrência foi registrada com base no artigo 54 da Lei de Crimes Ambientais (9605/98).

Na Região dos Lagos, a população pode denunciar qualquer crime contra o meio ambiente através dos telefones 0300 253 1177 (custo de ligação local), (21) 2253 1177 ou pelo APP para celulares “Disque-Denúncia RJ”, onde é possível enviar fotos e vídeos, com a garantia do anonimato.



Compartilhe:




Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior