Edição: sexta-feira, 11/05/2018
Compartilhe:

  PROCON

Lojas de comércio varejista são notificadas devido à falta de adaptação para deficientes

 Quatro estabelecimentos deverão se adequar às regras de acessibilidade

            Fiscalização realizada pelo Procon Petrópolis nesta quinta-feira (10.) notificou quatro lojas de comércio varejista quanto à falta de acessibilidade para pessoas com deficiência. Ricardo Eletro, Ponto Frio e as duas unidades da Casas Bahia, todos no Centro, deverão realizar adaptações para evitar que sejam multadas. A intenção é garantir com que todas as pessoas tenham acesso aos estabelecimentos comerciais da cidade. A Leader e a TeleRio também foram fiscalizadas, mas estavam de acordo com as normas de acessibilidade.

            A Ricardo Eletro deverá instalar uma rampa de acesso na entrada do prédio, elevador para o segundo pavimento, uma vez que o espaço também é comercial, além de rampas para acesso aos diferentes níveis do primeiro andar. No espaço, o banheiro que é disponibilizado para os clientes também deverá ser adaptado. Caso semelhante ocorre com a Ponto Frio. A loja possui um segundo andar comercial, mas não dispõem de elevador para acesso aos clientes. O estabelecimento possui banheiro apenas no segundo andar, impossibilitando a utilização pelos clientes deficientes, além de não ser adaptado. Além disso, não existe piso tátil na loja.

            Nas duas lojas da Casas Bahia foram encontrados problemas iguais às demais. Em ambas não existem rampas para acesso, piso tátil e elevadores para clientes. Os estabelecimentos também não disponibilizam banheiros no andar térreo e, no de cima, não há adaptação para clientes deficientes.

“Às vésperas do Dia das Mães é importante essa ação para garantir que deficientes físicos consigam comprar os presentes sem maiores dores de cabeça. Essas lojas recebem centenas de pessoas todas os dias e devem investir para que todos os clientes sejam atendidos com a mesma qualidade. Vamos manter o pulso firme ao exigir que as redes mantenham seus estabelecimentos com as normas de acessibilidade em dia”, destaca o coordenador do Procon, Bernardo Sabrá.

            Operação feita anteriormente na Casa e Vídeo garantiu que o estabelecimento se enquadrasse às regras de acessibilidade. O problema no layout da loja que impedia a passagem de cadeirantes foi resolvido imediatamente. Além disso, o estabelecimento também disponibilizou o elevador para uso da população e não só dos funcionários, como era praticado anteriormente. Também comprou uma canaleta para facilitar o acesso ao elevador por cadeirantes, além de disponibilizar uma cadeira de rodas aos clientes da loja.

            Já a Lojas Americanas, no Centro, foi notificada por problemas graves de acessibilidade. Ela solicitou 180 dias para instalar um elevador para o segundo andar, adequar o layout da loja para que cadeirantes possam acessar suas prateleiras seguindo as normas da ABNT, e instalar uma rampa de acesso à loja lateral. O prazo para realizar as intervenções já está correndo e foi solicitado pelo próprio estabelecimento após a notificação do órgão.

Quem quiser tirar alguma dúvida ou denunciar alguma prática abusiva pode contatar o Procon pela página do órgão no Facebook, o Procon Petrópolis; pelo site www.petropolis.rj.gov.br/ procon. Há, ainda, o WhatsApp Denúncia, no número 98857-5837 ou os telefones 2246-8469 / 8470 / 8471 / 8472 / 8473 / 8474 / 8475 / 8476 e 8477. Atendimento presencial pode ser realizado na unidade do Centro, que fica na Rua Moreira da Fonseca, nº 33. A unidade de Itaipava localizada no Centro de Cidadania, que fica na Estrada União e Indústria, 11.860. Os telefones da unidade são: 2222-1418, 2222-7448 e 2222-7337.



Compartilhe:




Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior