Edição: sábado, 12/05/2018
Compartilhe:

  Cidade

Mais de 30 mil pessoas são esperadas no Trono de Fátima neste domingo

Dia de Nossa Senhora de Fátima será celebrado com cinco missas. A tradicional procissão e barraquinhas de comida também estão na programação

 

            Mais de 30 mil pessoas devem passar pelo Trono de Fátima neste domingo (13.05), Dia de Nossa Senhora de Fátima e também Dia das Mães. A procissão luminosa, saindo do Teatro Mariano, às 18h, será o ponto alto das celebrações em Petrópolis, que, ao longo do dia, contará com missas especiais entre 8h e 19h, na capela sob o monumento. Barraquinhas de comida e o famoso pastel do Trono completam a festa. O Trono de Fátima - projetado por Heitor da Silva Costa, mesmo autor do projeto do Cristo Redentor –, com vista privilegiada para o Centro Histórico, é um dos principais atrativos do circuito turístico religioso da cidade e atrai grupos e excursões de todo país.

            “Essa é mais uma festa linda que temos em Petrópolis. Recebemos fiéis até de outras cidades para participarem das celebrações do Dia de Nossa Senhora de Fátima. O monumento, além de ser muito importante para a comunidade católica, é, também, um dos principais atrativos turísticos da cidade. Estamos trabalhando para movimentar ainda mais o lugar”, destaca o secretário da Turispetro, Marcelo Valente.

            As celebrações pelo dia da santa, que começam no sábado, com santa missa e louvor, ficam completas neste domingo com missas às 8h, 10h, 14h, 16h e 19h, além da tradicional procissão. A expectativa é de que, assim como acontece todos os anos, as cinco missas estejam lotadas. “Geralmente, quando a data cai no meio da semana, o Trono já fica cheio, costumamos receber mais de 20 mil pessoas nesse dia. Mas como este ano caiu no domingo e ainda Dia das Mães, esperamos um público ainda maior. É importante lembrar que todo dia 13 de todos os meses do ano nós temos procissão e missa”, frisa Agnes Dalzini, o presidente da Congregação Mariana, que é responsável pelo patrimônio.

Nossa Senhora de Fátima teve origem em Fátima, cidade de Portugal, onde três crianças tiveram a visão da santa, no dia 13 de maio de 1917. O fenômeno se repetiu pelos seis meses seguintes. Em Petrópolis, fundado há 70 anos, o Trono de Fátima foi idealizado pelo Frei João José, que conseguiu levantar o monumento à Virgem graças à doações, festas religiosas e promoções, em um trabalho que movimentou toda a comunidade católica de Petrópolis.

O monumento possui 14m de altura. A imagem da Virgem, que pesa 4 toneladas e mede 3,5m, e do anjo Gabriel sobre a cúpula, que tem 1m de altura, foram esculpidas em mármore, na Itália, pelo italiano Enrico Arrighini. A cúpula se apoia em sete colunas, representando os dons do Espírito Santo – piedade, temor a Deus, entendimento, conselho, sabedoria, fortaleza e ciência. Na parte inferior foi instalada uma capela.

Segundo o historiador Joaquim Eloy, o engenheiro responsável pelo monumento, Heitor da Silva Costa, também assina outras construções importantes na cidade, como a Capela Nossa Senhora do Sion, inspirada na Capela da Congregação de Nossa Senhora de Sion de Paris, na França. Além de uma construção na esquina da Avenida Koeler com a Praça da Liberdade.

            “O Trono de Fátima é um bem cultural muito importante para Petrópolis, não só para os católicos, como também para os não católicos”, frisa.

O monumento fica na Rua Bispo Dom José, no Valparaíso. O atrativo fica aberto para visitação de terça-feira a domingo, 9h às 18h, e segundas-feiras, de 13h às 18h. A entrada é gratuita.



Compartilhe:




Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior