Edição anterior (1367):
quarta-feira, 08 de agosto de 2018
Ed. 1367:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1367): quarta-feira, 08 de agosto de 2018

Ed.1367:

Compartilhe:

Voltar:


  Diário Comunidades

Más condições das ruas preocupam moradores do Castelo São Manoel

Natália Rodrigues  natalia.rodrigues@diariodepetropolis.com.br

Faltando pouco mais de quatro meses para terminar o ano, moradores da Estrada Manoel Walter Bechtulluft, antiga Rua 12 e Rua Ricardo Otello, conhecida como Rua 8, ambas localizadas no Castelo São Manoel, em Corrêas, ainda aguardam os serviços de manutenção viária que não ocorreram nas localidades.

As vias estão com inúmeros buracos, pedidos de serviços e reclamações já foram feitas desde janeiro, porém, ainda é possível encontrar problemas na região relacionados à ausência de manutenção viária. O perigo é maior em dias de chuva, onde em alguns trechos chegam a formar poças d’água.

O autônomo Thiago da Silva Rocha denuncia que as chuvas somadas ao tráfego intenso de veículos leves e pesadas também são fatores que contribuíram para a degradação do asfalto na região.

- Já entramos em contato com a Prefeitura e nada  foi feito, temos que  fazer  a manutenção dos veículos constantemente devido a  má conservação da via. Infelizmente a situação está tão precária que precisamos do recapeamento da pista, mas se não for possível já mandando equipes de tapa-buracos seria bom – contou.

Além disso, as calçadas das ruas citadas acima possuem buracos em alguns trechos. Dependendo da situação, o pedestre é obrigado a andar pela beira da rua, dividindo o espaço com os carros.

- A Prefeitura normalmente atua só nas ruas que ficam na entrada da comunidade, as outras são esquecidas. Só que tem problemas em outras ruas também, mas não fazem nada – disse o morador.

Outro trecho que apresenta problemas é o início da Rua Visconde de Taunay, segunda entrada para a comunidade sentido Itaipava. De acordo com relatos da população, a empresa CEG Rio trabalhou na área está semana, mas não teria tapado corretamente o buraco que fez no local.

- Está uma vergonha, o pneu do ônibus quando cai nesse buraco fica na metade da roda. Ali tinha um buraco que a Prefeitura já havia tapado, mas essa semana o pessoal do gás abriu de novo e com a chuva piorou tudo – falou.

Questionadas pelo Diário de Petrópolis, a CEG Rio informou que a obra não é de responsabilidade da empresa, enquanto a Prefeitura não se pronunciou sobre o assunto até o fechamento desta matéria.



Edição anterior (1367):
quarta-feira, 08 de agosto de 2018
Ed. 1367:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1367): quarta-feira, 08 de agosto de 2018

Ed.1367:

Compartilhe:

Voltar:

Casando com Estilo








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior